Durante a Gravidez

Gravidez e azia

23 de junho de 2008

É muito engraçado ver os mil e um mitos que envolvem a gravidez como, por exemplo, que a azia acontece porque o cabelinho do bebê está nascendo… Não preciso nem comentar que não há nenhum fundamento científico para isso.

Se assim o fosse, meu nenê seria o mais cabeludo do espaço sideral porque a azia tem sido minha companheira diária. O detalhe é que a azia é comum a partir do segundo trimestre de gestação e eu não terminei nem o terceiro mês ainda…

Nada a ver com os cabelos do bebê, a azia acontece porque toda a musculatura do sistema digestório fica mais relaxada, demorando a digestão e aumentando essa sensação tenebrosa de queimação no estômago. E, uma das conseqüências também nada agradável, é a prisão de ventre… Dá-lhe Yakult todo dia!

(Aliás, abrindo um parênteses literalmente, você já pensou como alguém te explicou que a azia é azia? Você se sentia mal, daí um dia alguém contou como era, mais ou menos sentir azia, e você pensou: “acho que é isso, então”. Mas, se você pensar bem, é bastante complicado descrever a azia, não é? Tudo bem, era só uma divagação, porque eu demorei para descobrir que eu tinha azia…)

Engraçado foi outro dia. Eu fui almoçar na casa da minha mãe, aproveitar que lá tinha comida saudável e gostosa e, enquanto eu comia, a senhora que trabalha para ela perguntou como eu me sentia. Comentei que estava com muita azia e ela logo respondeu: “Nossa, já? Imagina quando começar a nascer o cabelo do bebê, então”.

Claro que não fui indelicada e não falei que o comentário dela não tinha fundamento científico nenhum…

Atualização: no final da gravidez da Manuela eu já tomava tanta pastilha de magnésia bisurada por causa da azia constante, que eu chegava a oferecer para as pessoas como se fosse bala, rs.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − 9 =

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Me segue no snap!

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 8 anos, e Ana Júlia, 3 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados