Lá em Casa

6 anos: o fim de uma era

30 de dezembro de 2015

E a Manuela fez sete anos. Sim, já faz quase um mês, rs. Mas me enrolei para falar algo que notei nos últimos 12 meses.

O sexto ano de vida da Manuela me mostrou que sair dos 5 anos é outro salto significativo da infância. É o fim de uma era.

Existem inúmeros parquinhos, colônias de férias, atividades especiais que atendem só crianças até 5 anos. Já notaram?

É também no sexto ano de vida que diminuem as opções de roupas e sapatos das marcas que amamos. Os modelos diminuem e algumas empresas sequer atendem a essa faixa etária.

Nestes últimos 12 meses notei também que, aos 6 anos, muita desenhos perdem a graça. Discovery Kids que dividia a atenção com Disney Jr e Nick Jr foi definitivamente abandonado e estes outros dois canais já não chamam a atenção da mesma forma que faziam.

Muitas brincadeiras não estão mais na lista de preferidas. Os cadernos de pintar, por exemplo, perderam a vez definitivamente para os livros de leitura.

Além disso, nesses últimos 12 meses, mergulhamos (sim, porque eu fui junto) no mundo difícil do Ensino Fundamental. Acabamos o ano falando em frações! Pode isso, Arnaldo?

Aos seis anos, Manuela passou a articular ainda melhor seus pensamentos e sentimentos. Passou a dizer claramente quando têm ciúme da irmã, mas também aprendeu a identificar o amor que sente por ela. Aprendeu também a nos confrontar. Muitas vezes de maneira errada e que precisa ser corrigida, mas algumas outras para nos fazer pensar: “às vezes vocês me tratam como se eu fosse uma sabe-tudo”.

Os últimos 12 meses me fizeram ver que sair dos 5 para os 6 anos é o fim de uma era, mais um marco na infância. Agora entro no sétimo ano mais preparada, mas nunca completamente pronta, para novas mudanças.

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Amo escrever, amo meu marido, amo minhas três filhas e, acima de tudo, amo Jesus. Moramos na Pensilvânia, nos EUA, e, sempre que consigo, gosto de falar sobre minhas experiências, aprendizados e desafios seja na maternidade, na vida cristã ou como imigrante.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2024 - Todos os direitos reservados