Para Mães e Pais como escolher babá

8 dicas para encontrar a babá perfeita

10 de fevereiro de 2020

Chegou a hora de voltar ao trabalho e você se pergunta: com quem deixar meu filho? A babá pode ser a solução mais flexível e satisfatória para os pais, mas não é fácil encontrar a Mary Poppins dos seus sonhos. A tarefa de contratar uma profissional nota 10, porém, não precisa ser extenuante: listei aqui algumas dicas que podem ajudar a otimizar a procura e garantir um melhor resultado nessa busca tão importante.

  1. O boca a boca é sempre a opção mais popular: quer maior segurança do que alguém próximo dizendo “Essa babá trabalha bem. Pode confiar”? Atualmente, no entanto, as referências também podem ser pesquisadas on-line, em plataformas como a Sitly, que ajuda famílias a encontrar babás disponíveis na região.“Cada babá cadastrada conosco oferece no aplicativo e no site uma breve apresentação pessoal com foto, dias e horários livres, valor cobrado por hora e os tipos de tarefas que se propõe a fazer. Se a conversa online for interessante, os pais devem agendar uma entrevista ao vivo com a pessoa escolhida e, durante esse bate-papo, pedir referências e outras informações relativas a experiências anteriores”, explica Rosele Martins, coordenadora de Relações Públicas da empresa no Brasil. Em tempos tão tecnológicos, a internet pode ser uma boa base para iniciar a seleção.
  2. Depois do primeiro bate-papo, selecione duas ou três candidatas que mais agradaram e organize uma segunda rodada de conversas individuais, de preferência na presença do seu filho. Assim você pode observar já de cara como eles se aproximarão. Se houver harmonia entre os dois, isso já é perceptível desde esse momento.
  3. Não deixe assuntos de fora dessa conversa: peça informações sobre suas experiências anteriores, mas também sobre brincadeiras que elas gostam de propor, maneiras de disciplinar as crianças e ideias sobre educação. Concentre-se em questões específicas baseadas na idade do seu filho.
  4. Seja transparente sobre as necessidades da sua família: se você precisa de uma pessoa que também faça compras e cuide da limpeza da casa, deixe isso claro desde o início, pois nem todas as babás se dispõem a essas tarefas. Ela terá de ajudar com a lição de casa? Precisará levá-lo de táxi até as aulas de natação e inglês? Necessitará ficar até mais tarde em algum dia específico da semana?
  5. Verifique se ela tem conhecimento das noções básicas de primeiros socorros.
  6. Aborde o salário oferecido já nessa conversa inicial, a fim de evitar mal-entendidos. Avise em que época do mês fará o pagamento, qual o acréscimo no caso de trabalho noturno e se o almoço está incluído.
  7. Depois de fazer sua escolha, estabeleça um período de teste. Nos primeiros dias, você, o(a) parceiro(a) ou uma avó ficam em casa junto. Depois, aos poucos, a  babá fica sozinha com a criança por períodos mais longos a cada dia. Uma saída para o parque pode ser útil para a avaliação final.
  8. Normalmente, o sexto sentido de uma mãe não se engana. Se você estiver incomodada com alguma coisa ou se a criança começar a se comportar de maneira incomum, vale chamar a babá para uma conversa e avaliar a situação. Às vezes, basta reajustar algumas diretrizes. Porém, se necessário, não tenha dúvida: recomece o processo até encontrar alguém com quem se sinta absolutamente segura.

Esse é um post patrocinado :) Conheça a nossa política de transparência.

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 10 anos, e Ana Júlia, 5 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados