Lá em Casa

A cada bebê nasce uma nova mãe

10 de novembro de 2017

Nunca esqueço das minhas expectativas em relação à chegada da minha segunda filha. Tinha certeza que tiraria de letra o trabalho de mãe. E tirei… nos seis primeiros meses.

Porque no começo o trabalho é braçal. É trocar, banhar, alimentar, ensinar a dormir, aprender a deixar as suas necessidades para depois para atender àquele pequeno ser totalmente dependente.

Na primeira viagem, essas coisas pegam a gente meio de surpresa, assustam, cansam até a exaustão. Na segunda gravidez, a gente já sabe como não tomar banho de xixi nas horas da troca, verifica a temperatura da banheira com qualquer parte do corpo e entende que por algum tempo “horas de sono” serão um sonho.

Mas daí a criança começa a sentar, engatinhar, andar… ela começa a interagir, comunicar e demonstrar toda a sua personalidade. Chega a hora de educar! Guiar, mostrar limites, ensinar como lidar com as emoções.

E aí, minha amiga, é quando o bicho pega. É quando você descobre que sua primeira experiência como mãe não vai te ajudar.

É aí que você entende que cada ser humano é diferente, que vai precisar aprender mais, se desdobrar, correr atrás e se esforçar para aprender a ser uma nova mãe. É então que você percebe que a cada bebê, nasce uma nova mãe. Que a cada filho, você se torna uma outra mulher.

E se você analisar com bastante calma e coração aberto, é quando você finalmente entende por que suas técnicas perfeitas e ótimas dicas de criação de filhos não funcionam para as crianças dos outros.

Se com as MINHAS filhas, a minha maneira de criar tem resultados diferentes, por que eu iria querer me meter na educação dos filhos dos outros?

Se com a minha primeira filha, eu aprendi a ser mãe e a me aceitar melhor nas minhas limitações; na minha segunda filha, eu aprendi a ser mais compreensiva e a aceitar as outras mães que estão se esforçando para fazer o melhor delas com seus filhos – que são diferentes dos meus.

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Amo escrever, amo meu marido, amo minhas três filhas e, acima de tudo, amo Jesus. Moramos na Pensilvânia, nos EUA, e, sempre que consigo, gosto de falar sobre minhas experiências, aprendizados e desafios seja na maternidade, na vida cristã ou como imigrante.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2024 - Todos os direitos reservados