Lá em Casa

A cada bebê nasce uma nova mãe

10 de novembro de 2017

Nunca esqueço das minhas expectativas em relação à chegada da minha segunda filha. Tinha certeza que tiraria de letra o trabalho de mãe. E tirei… nos seis primeiros meses.

Porque no começo o trabalho é braçal. É trocar, banhar, alimentar, ensinar a dormir, aprender a deixar as suas necessidades para depois para atender àquele pequeno ser totalmente dependente.

Na primeira viagem, essas coisas pegam a gente meio de surpresa, assustam, cansam até a exaustão. Na segunda gravidez, a gente já sabe como não tomar banho de xixi nas horas da troca, verifica a temperatura da banheira com qualquer parte do corpo e entende que por algum tempo “horas de sono” serão um sonho.

Mas daí a criança começa a sentar, engatinhar, andar… ela começa a interagir, comunicar e demonstrar toda a sua personalidade. Chega a hora de educar! Guiar, mostrar limites, ensinar como lidar com as emoções.

E aí, minha amiga, é quando o bicho pega. É quando você descobre que sua primeira experiência como mãe não vai te ajudar.

É aí que você entende que cada ser humano é diferente, que vai precisar aprender mais, se desdobrar, correr atrás e se esforçar para aprender a ser uma nova mãe. É então que você percebe que a cada bebê, nasce uma nova mãe. Que a cada filho, você se torna uma outra mulher.

E se você analisar com bastante calma e coração aberto, é quando você finalmente entende por que suas técnicas perfeitas e ótimas dicas de criação de filhos não funcionam para as crianças dos outros.

Se com as MINHAS filhas, a minha maneira de criar tem resultados diferentes, por que eu iria querer me meter na educação dos filhos dos outros?

Se com a minha primeira filha, eu aprendi a ser mãe e a me aceitar melhor nas minhas limitações; na minha segunda filha, eu aprendi a ser mais compreensiva e a aceitar as outras mães que estão se esforçando para fazer o melhor delas com seus filhos – que são diferentes dos meus.

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

PUBLICIDADE

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 8 anos, e Ana Júlia, 3 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados