Lá em Casa

Candy Land para a família jogar junto

29 de julho de 2012

Outro dia, a Manuela (3 anos e 7 meses) – totalmente influenciada pelos comerciais do Discovery Kids – pediu para mim o jogo Candy Land. Antes que eu pudesse dizer qualquer coisa, ela argumentou: “é jogo para a família jogar junto”.

Mesmo sabendo que esse é o slogan da Hasbro (Família Joga Junto), eu não pude dizer não para a oportunidade que a Manuela estava me dando de unir a família…rs. Não sei se ela pensou em tudo isso quando fez a argumentação, mas funcionou. Na verdade mesmo, eu gosto muito de dar presentes para ela. Controlo minha vontade dentro do meu orçamento e também dentro da crença de que criança não pode ter absolutamente tudo o que pede.

Anyway, falei para ela que esperasse e que eu iria comprar. Dito e feito, umas duas semanas depois, comprei o jogo. E apesar de ser meio chatinho para nós adultos, quem tem filho pequeno vai gostar muito, pois os jogadores não precisam saber ler nem sequer conhecer os números. Ou seja, se a criança conseguir ficar sentada por uns 20 minutos e souber seguir instruções, pode jogar Candy Land.

Todo o tabuleiro – o caminho para chegar ao castelo – é feito por cores e as cartas coloridas e com figuras orientam sobre seus movimentos. É um jogo que acaba rápido (se ninguém tiver o azar de precisar voltar no caminho), o que é ótimo para as crianças pequenas que não ficam muito tempo concentradas. Dá para até quatro jogadores.

Num dia mais descontraído, com liberdade nutricional (rs), você pode usar guloseimas no tabuleiro e o jogador que chegar antes em determinados espaços (como a terra do doce de leite ou terra dos pirulitos) ganha o doce também! A Manuela amou essa versão, mas não briguem comigo, só fiz uma vez!

Uma coisa interessante é que esse jogo é bem antigo e tradicional nos EUA, assim como Jogo da Vida, Detetive e Banco Imobiliário. Só que quando a Estrela trouxe esses outros para o Brasil (na minha infância), parece que não se interessou pelo Candy Land. Agora, que a Hasbro entrou no país com os jogos em seus nomes originais (Life, Clue e Monopoly), o “jogo da terra dos doces” veio também.

Eu, que sou fã de todos esses jogos de tabuleiro, gostei muito de poder jogar com a Manuela, mesmo ela sendo tão pequenininha. Aproveito e já vou fazendo ela gostar desse tipo de jogo e logo, logo vou ter uma parceira para jogar o Jogo da Vida, Banco Imobiliário, Scotland Yard e muitos outros…

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Comentários

  1. Camile disse:

    Muito legal divertido

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Amo escrever, amo meu marido, amo minhas três filhas e, acima de tudo, amo Jesus. Moramos na Pensilvânia, nos EUA, e, sempre que consigo, gosto de falar sobre minhas experiências, aprendizados e desafios seja na maternidade, na vida cristã ou como imigrante.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2024 - Todos os direitos reservados