Lá em Casa

Candy Land para a família jogar junto

29 de julho de 2012

Outro dia, a Manuela (3 anos e 7 meses) – totalmente influenciada pelos comerciais do Discovery Kids – pediu para mim o jogo Candy Land. Antes que eu pudesse dizer qualquer coisa, ela argumentou: “é jogo para a família jogar junto”.

Mesmo sabendo que esse é o slogan da Hasbro (Família Joga Junto), eu não pude dizer não para a oportunidade que a Manuela estava me dando de unir a família…rs. Não sei se ela pensou em tudo isso quando fez a argumentação, mas funcionou. Na verdade mesmo, eu gosto muito de dar presentes para ela. Controlo minha vontade dentro do meu orçamento e também dentro da crença de que criança não pode ter absolutamente tudo o que pede.

Anyway, falei para ela que esperasse e que eu iria comprar. Dito e feito, umas duas semanas depois, comprei o jogo. E apesar de ser meio chatinho para nós adultos, quem tem filho pequeno vai gostar muito, pois os jogadores não precisam saber ler nem sequer conhecer os números. Ou seja, se a criança conseguir ficar sentada por uns 20 minutos e souber seguir instruções, pode jogar Candy Land.

Todo o tabuleiro – o caminho para chegar ao castelo – é feito por cores e as cartas coloridas e com figuras orientam sobre seus movimentos. É um jogo que acaba rápido (se ninguém tiver o azar de precisar voltar no caminho), o que é ótimo para as crianças pequenas que não ficam muito tempo concentradas. Dá para até quatro jogadores.

Num dia mais descontraído, com liberdade nutricional (rs), você pode usar guloseimas no tabuleiro e o jogador que chegar antes em determinados espaços (como a terra do doce de leite ou terra dos pirulitos) ganha o doce também! A Manuela amou essa versão, mas não briguem comigo, só fiz uma vez!

Uma coisa interessante é que esse jogo é bem antigo e tradicional nos EUA, assim como Jogo da Vida, Detetive e Banco Imobiliário. Só que quando a Estrela trouxe esses outros para o Brasil (na minha infância), parece que não se interessou pelo Candy Land. Agora, que a Hasbro entrou no país com os jogos em seus nomes originais (Life, Clue e Monopoly), o “jogo da terra dos doces” veio também.

Eu, que sou fã de todos esses jogos de tabuleiro, gostei muito de poder jogar com a Manuela, mesmo ela sendo tão pequenininha. Aproveito e já vou fazendo ela gostar desse tipo de jogo e logo, logo vou ter uma parceira para jogar o Jogo da Vida, Banco Imobiliário, Scotland Yard e muitos outros…

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Comentários

  1. Camile disse:

    Muito legal divertido

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 9 anos, e Ana Júlia, 4 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados