Para Mães e Pais mãe infeliz

Cinco atitudes que te fazem uma mãe infeliz

5 de julho de 2017

A felicidade está ao nosso alcance. Você é uma mãe infeliz? Quem sabe você possa mudar algumas atitudes e encontrar a plenitude na maternidade. Confira cinco maneiras de ser uma mãe infeliz.

Deixar a culpa te consumir.

Culpa só serve para uma coisa: alertar que algo está errado. Fez algo ruim? Tome consciência, mude e chega de culpa. Se você está fazendo o melhor para seu filho, não há razão para se sentir culpada.

Se comparar a outras mães.

Nenhuma realidade é igual a outra. Ninguém é igual a ninguém. Por isso, você não pode se comparar a pessoas que vivem uma realidade diferente da sua. Nem melhor, nem pior, mas diferente.

Acreditar em tudo o que você vê por aí.

Nenhuma vida é tão linda quanto as que você vê no Facebook, nenhum mãe é tão paciente quanto às que estão no Instagram, nenhuma fralda é tão boa quanto a do comercial, nenhuma criança é tão obediente quanto a da novela e assim por diante. Não busque uma realidade que é impossível.

Querer agradar a todos.

Mãe, sogra, tio, tia, professora, amiga…Não dá para agradar a todos. Conselhos podem ser ouvidos, mas, acima de tudo, busque aquilo que você acredita. Some informação de qualidade com seus instintos de mãe e faça o que acredita ser o melhor para seu filho.

Focar nas coisas difíceis.

A maternidade é difícil, mas não foque sempre nas coisas ruins. Não precisa ignorar, mas tente focar nas coisas boas: na saúde do seu filho, no crescimento e desenvolvimento, no seu aprendizado, na ajuda que tem eventualmente etc. Como disse a poeta Maya Angelou: Se você não gosta de alguma coisa, mude-a. Se você não pode mudá-la, mude a sua atitude

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 2 =

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem Sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Amo escrever, amo meu marido, amo minhas três filhas e, acima de tudo, amo Jesus. Moramos na Pensilvânia, nos EUA, e, sempre que consigo, gosto de falar sobre minhas experiências, aprendizados e desafios seja na maternidade, na vida cristã ou como imigrante.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2024 - Todos os direitos reservados