Para Mães e Pais cpf das crianças

Como fazer o CPF das crianças?

11 de Abril de 2018

Você sabia que a partir de 2018, para fazer a declaração do Imposto de Renda, os dependentes até 8 anos (completos em 2017) precisam de CPF? Pois é, fui pega de surpresa com essa informação. Se você também precisa, segue o procedimento sobre como fazer o CPF das crianças?

Como fazer o CPF das crianças?

Você deve ir até uma agência dos Correios, Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal. Não dá para fazer pela internet (que é gratuito) porque para isso é preciso título de eleitor – o que os menores de 16 anos não têm!

Eu fui ao Correio porque a tendência é ter menos fila do que nas agências bancárias. E, de fato, não tinha ninguém?

Documentos necessários para emissão do CPF das crianças

Para emitir o CPF, o pai ou mãe (ou responsável legal com documentação de guarda) deve levar: RG próprio, documentação da criança (RG ou Certidão de nascimento) e comprovante de residência.

Se o pai, mãe ou responsável legal não puder comparecer, outro adulto terá que levar procuração reconhecida em cartório.

Valor da taxa para emissão do CPF das crianças

Se fosse possível fazer pela internet, a emissão do CPF não teria custo. Mas, como não é o caso, pagamos uma taxa de R$ 7.

Qual é o prazo de emissão do CPF?

O CPF sai na hora. O atendente imprime um papel com o número do documento – eu já tirei foto e salvei na nuvem e no celular para quando eu preciso. Já não é mais o cartãozinho. Ou seja, você sai da agência já com o número do Cadastro de Pessoa Física para o que precisar.

Nascidos a partir de dez/2015

Quem teve filho a partir de dezembro de 2015 não precisa mais se preocupar. Desde esta data os cartórios já estão emitindo o CPF junto com a certidão de nascimento. Com o número em mãos na hora de fazer o RG, dá para incluir no próprio documento de identidade.

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Comentários

  1. Jaqueline disse:

    Retificando, o documento impresso pelo atendente é só o comprovante do serviço, que por sinal é térmico e apaga com o tempo.
    O ideal é depois de gerar o número do documento, entrar no site da Receita Federal e fazer a emissão do Comprovante de Inscrição.
    O comprovante de endereço também não é obrigatório para inscrição do CPF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

PUBLICIDADE

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 8 anos, e Ana Júlia, 3 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados