fbpx
Durante a Gravidez tratamentos para infertilidade

Conheça três tratamentos para infertilidade e suas indicações

7 de julho de 2015

A infertilidade atinge 15% dos casais e é um tema que assusta homens e mulheres por considerarem que todas as alternativas serão caras ou complexas. É importante que, após um ano de tentativas de engravidar mal sucedidas, o casal procure uma clínica de reprodução humana para que um especialista em reprodução possa fazer o diagnóstico adequado do problema, identificar a causa e os possíveis tratamentos para infertilidade.

tratamentos para infertilidade

 

Tratamentos para infertilidade feminina e masculina

A área de reprodução humana está cada vez mais moderna e com inovações que possibilitam um aumento significativo das taxas de sucesso de diferentes tratamentos. Conheça os três principais tratamentos para infertilidade feminina e infertilidade masculina.

Coito programado

tratamentos para infertilidade

Para quem é indicado: O namoro ou coito programado é indicado para casais que identificaram a infertilidade há pouco tempo e desejam acompanhamento médico para saber o melhor momento do ciclo menstrual para as relações. É indicado para quando não existe um distúrbio grave que motive o tratamento de infertilidade.

Contraindicação: Não existem contraindicações com relação a realização do procedimento. No entanto ele não é indicado para casos graves de infertilidade, pois não irá atender as expectativas do casal e isso deve ser exposto pelo profissional responsável.

Como funciona: No namoro programado existe um acompanhamento do ciclo menstrual feminino para identificar o dia exato da ovulação para aumentar as chances de o casal ter relações no melhor dia do ciclo. A mulher irá tomar medicamentos orais leves para estimular a ovulação e terá acompanhamento por ultrassonografia do crescimento folicular para avaliar o melhor dia para ter a relação sexual.

Benefícios: Casais que estejam com dificuldade para engravidar sem nenhum motivo grave aparente podem realizar esse tratamento como uma tentativa inicial antes de passar para tratamentos mais complexos e caros.

Chances de sucesso: As chances de sucesso a cada ciclo são de 20%.

Preço: $

INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL

tratamentos para infertilidade

Para quem é indicado: A inseminação artificial é indicada para mulheres com ciclo menstrual irregular, causado por vezes pela Síndrome de Ovários Policísticos ou mulheres com muco espesso que dificulta a passagem do espermatozoide. O tratamento também é indicado para homens que tenham uma leve disfunção do sêmen.

Contraindicação: Deve ser analisado junto ao médico especialista se a mulher está apta a receber os hormôniosnecessários (FSH e hCG). O tratamento não é indicado caso haja problemas nas trompas, pois pelo menos uma delas deve funcionar normalmente para que ocorra a fecundação.

Como funciona: A mulher irá tomar hormônios para controlar o ciclo menstrual e incentivar a produção ovariana (com o FSH). Após 36 horas da aplicação do hormônio hCG vai ocorrer a ovulação feminina. Duas horas antes disso ocorrer o homem irá fazer a coleta do sêmen por masturbação e laboratorialmente serão selecionados os melhores para serem transferidos para útero por meio de um cateter.

Benefícios: Aumenta a chance de gravidez para casais que não conseguem engravidar naturalmente e é um tratamento de baixa complexidade, o que quer dizer que pode ser feito em consultório.

Chances de sucesso: Apresenta taxas de sucesso de 25% a 35%, dependendo da idade da mulher e do caso específico.

Preço: $$

FERTILIZAÇÃO IN VITRO

tratamentos para infertilidade

Para quem é indicado: A fertilização in vitro é indicada para casais que estão há mais tempo tentando engravidar sem sucesso e apresentam fatores de infertilidade mais graves como endometriose, problemas nas trompas, alterações no sêmen, aborto de repetição e outros problemas que devem ser consultados com um especialista em reprodução.

Contraindicação: Não existem contraindicações do tratamento, mas, como na inseminação artificial, são ministrados os hormônios FSH e hCG e a mulher deve estar apta a recebê-los. Deve ser avaliado com o médicos chances de Síndrome de hiperestimulação ovariana.

Como funciona: Os procedimentos iniciais são os mesmos da inseminação artificial, no entanto enquanto a fecundação ocorre nas trompas no primeiro, na FIV ocorre em laboratório. Após a estimulação ovariana, os folículos são coletados por punção e em laboratório são fecundados com os espermatozoides coletados do homem por masturbação ou punção (quando o problema é identificado no homem). Posteriormente o embrião é transferido para o útero.

Benefícios: O procedimento é o que apresenta as melhores taxas de sucesso entre os tratamentos de fertilização e pode ser feito com óvulos, espermatozoides e embriões doados no caso de o casal não ter material genético apto.

Chances de sucesso: Em mulheres até 30 anos, cada tentativa de FIV tem chance de 70% de sucesso. Este valor diminui conforme a idade.

Preço: $$$

Fonte: Mater Prime – Clínica de Reprodução Humana

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Comentários

  1. Elisa disse:

    Tenho 38 anos e estou há 2 anos sem conseguir engravidar, fui diagnosticada com Infertilidade sem causa aparente. Estou pensando em fazer a FIV, mas acho muito invasivo. Qual método ou tratamento para engravidar vocês acham melhor para quem tem esse disgnóstico?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 11 anos, e Ana Júlia, 6 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2021 - Todos os direitos reservados