Durante a Gravidez

Enxoval: o quarto do bebê

10 de abril de 2010

berço manuelaSobre o enxoval, tenho muita coisa para falar. Inclusive, tive erros e acertos na compra das coisinhas para a Manuela.

Um acerto, sem dúvida, foram os móveis para o quarto! Primeiro, que não comprei ansiosamente, esperei e fui comprar lá pelo sexto/sétimo mês. Segundo, consegui aproveitar uma ótima promoção no conjunto. E terceiro, deixei meu plano original de lado e comprei as três peças – guarda-roupas, berço e cômoda em vez de apenas os dois últimos itens.

A princípio, achei que apenas a cômoda ia suprir as necessidades. Além de ter três gavetas, um gavetão e uma porta com lugar para vários cabides, ela ainda serve como trocador.

No final das contas, devido à ótima promoção que encontramos, levamos o guarda-roupa também, graças a Deus! Digo isso porque eu precisava de muito espaço. Além das dezenas de pacotes de fraldas que ganhei no Chá, tinha muitas roupinhas de tamanhos diversos e que precisavam ser separadas para usar no tempo devido.

Hoje, que a Manuela só tem as roupinhas do tamanho dela, talvez o guarda-roupa fosse dispensável, mas ainda não posso dar certeza sobre isso.

Outra aquisição que considero um acerto foi o protetor de berço. Meu pai deu um valor em dinheiro para eu comprar coisas para a Manuela e usei parte dele para encomendar de acordo com o meu gosto. E fiquei bem feliz, afinal, ainda não tinha encontrado nenhum protetor de berço laranja (que é a minha cor favorita).

O meu marido ajudou a escolher a estampa e fiz com uns bordados bem clean para garantir a “leveza” do berço. Claro que, vale ressaltar, que recentemente fiquei meio em dúvida sobre os benefícios da utilização do protetor. Alguns especialistas afirmam que além de acumular pó que pode resultar em doenças respiratórias nos recém-nascidos, o protetor pode ser usado pelas crianças maiores como apoio para pularem para fora do berço.

Em ambos os casos, o prejuízo de bater a cabeça na grade, por exemplo, seria muito pequeno se comparado com essas outras consequências. Bem, ainda não tenho uma opinião formada, mas já abri mão dos protetores laterais.

Um erro assumido, mas que era meio inevitável, foi que eu não decorei o quarto do jeitinho que eu queria. Por estarmos em um imóvel alugado, prestes a mudar para nossa casa, não quis gastar com pintura, papéis de parede ou outras coisas, que logo serão deixadas para trás. Então, preferi concentrar minhas ideias para o quarto da Manuela na casa nova! Aliás, o que não faltam são boas ideias.

Logo voltarei a falar sobre a compra do enxoval que, cá para nós, é um dos melhores momentos da gestação! Afinal, quem não gosta de fazer compras? E de falar sobre elas?

E-book descomplica a lista de enxoval de bebê

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 9 anos, e Ana Júlia, 4 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados