Para Mães e Pais viagem com crianças

{Depoimento} 35 dias nos EUA com duas crianças

6 de março de 2015

A Juliana Pacheco Ribeiro (Ju para os íntimos) elevou o meu padrão de férias em família depois dessa viagem dela. O que eu mais amei de ter acompanhado as fotos e relatos durante o passeio, foi ela mostrar que as crianças – mesmo pequenas – estavam se divertindo pacas! Ao contrário do que todo mundo gosta de falar para mim quando digo que quero viajar com as minhas filhas. “Elas vão cansar”, “não vão te acompanhar”, “não vão aproveitar”. Ai, como isso me irrita! Enfim, a Ju comentou que enquanto estava planejando a viagem, sentiu dificuldade de achar dicas voltadas às mães. Por isso, foi super querida e compartilhou aqui um pouco da experiência dela nestas férias 2014/2015. Destaque para os seus filhos, que são uma fofura à parte.

EUA com crianças

“Nessas férias realizamos um sonho da família, viajando durante 35 dias pelos EUA, tendo como base 5 cidades: Boston, New York, Wildwood, Orlando e Miami. Digo base, porque fizemos também todos os arredores delas e perdemos as contas de quantas cidades conhecemos de fato.

Só de ler esse primeiro parágrafo sei que muitas mães começaram a se coçar de agonia, rs. Bem, tudo isso foi fruto de um ano de planejamento, estudo e muita, mas muita leitura. E tudo deu certo!

Nossos filhos têm 5 e 7 anos e uma viagem dessas, mesmo sendo apenas de adultos, já exigiria muito cuidado. Durante a viagem andamos em todos os meios de transporte possíveis. Compartilho aqui algumas dicas pra você que também quer se aventurar com seus pequenos:

– Prefira sempre vôos noturnos e aeronaves que possuam entretenimento para os pequenos.
– Dias antes da viagem, entre em contato com a companhia aérea e solicite o menu kids para as refeições a bordo.
– Leve travesseiros de pescoço para toda a família.
– Utilize remédios para prevenção de enjoo. No caso do Dramin, faça o teste no seu filho antes da viagem. Algumas crianças apagam com Dramin e outras fazem o efeito contrário, ficando em estado de excitação. Esse teste foi indicado pela pediatra e foi muito útil. Para meus filhos o remédio apenas preveniu enjoos e não causou nenhum outro efeito, nem mesmo sono.
– Lembre-se que as aeronaves são frias, devido ao ar condicionado. Leve roupas e meias extras na bagagem de mão.
– Leve com você um kit entretenimento: tablet, livros de colorir, brinquedos não barulhentos e etc.
– Faça uma preparação da viagem junto com as crianças. Envolva-as no planejamento. Eu assistia vídeos de atrações e filmes como “Uma noite no museu” e explicava onde iríamos.
– Converse com seu filho explicando que conhecerão uma nova cultura e o incentive a provar alimentos novos. Explique que algumas coisas serão diferentes. Exemplo: Nescau – Nos EUA existe o Nesquik, meu filho (que não é muito enjoado) não gostou do sabor.
– Faça acordos de como serão feitas as compras. No nosso caso, eles receberam um valor específico para gastar com brinquedos. Isso nos economizou vários desgastes.
– Procure seu pediatra antes da viagem, pegue recomendações e faça uma mini farmácia. Os antibióticos prescritos pela médica e uma consulta por mensagem resolveu uma infecção de garganta do meu filho.
– Faça um seguro de viagem que inclua um bom valor para emergências médicas. Como disse acima, consultamos à distância com a pediatra, mas eu tive uma emergência médica e o seguro me salvou. Com saúde não se brinca.
– Não esqueça da certidão de nascimento. O passaporte ainda não possui a filiação, por isso a certidão também é exigida.
– Se a criança não estiver viajando com ambos os pais será necessária a autorização do outro genitor.

E ACIMA  DE TUDO: Respire fundo e mantenha a calma e o bom humor. Aproveite o tempo livre pra ter um tempo de qualidade com seus filhos. Certamente esse tempo ficará gravado para sempre na memória deles!

Blogs úteis:

Viajando com Pimpolhos
Colagem: Uma brasileira em Michigan
Felipe, o Pequeno Viajante
Destemperadinhos

viagem com crianças

Aproveito e reproduzo aqui alguns posts que a Ju compartilhou no Facebook dela durante a viagem, que achei MUITO bacanas:

“Momento mágico do dia: um funcionário vê seu filho chorando e faz uma mágica e tira uma figurinha da orelha dele! ‪#‎coisasQueSóADisneyFaz‬

“Meia noite, e as crianças a todo vapor no parque! — se sentindo orgulhosa.”

“Distância percorrida à pé ontem: 16,18 km. Meus filhos são guerreiros!”

“Além de todo o tempo de qualidade em família, da diversão, das memórias e bom momentos, do aprendizado geográfico e cultural, meus filhos estão identificando e diferenciando outras línguas (diferentes do inglês e português) e o vocabulário deles no inglês aumentou consideravelmente. Ou seja, vale a pena investir em viagens com crianças. O ganho pra vida deles é imensurável!”

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Comentários

  1. Juliane Gehrke disse:

    Coisa mais linda essa família. Admiro demaais! Eles sao uma fofura, impossível nao querer ficar perto deles. Melina querida, parabéns pelo blog, espero em uma próxima visita a Alcance poder ter um tempo com vc. Para mim que serei mãe de primeira viagem, lomge de tudo e todos, seu blog tem sido um presente de Deus. Quando você estiver bemmmmmm cansada e pensando se vale a pena ou nao escrever este ou aquele artigo, lembre-se que tem uma missionaria no Camboja que tem aprendido muito com a sua vida. Abraços Juliane Gehrke

    1. Maternidade Simples disse:

      Juliane, você não tem ideia de como seu comentário foi importante para mim. Elogios e incentivo são sempre bons, mas não tem como conter a emoção ao recebê-los de uma pessoa que, mesmo sem conhecer pessoalmente, tanto admiro por realizar um obra tão linda! Obrigada de coração :)

    2. Juliana Ribeiro disse:

      <3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Amo escrever, amo meu marido, amo minhas três filhas e, acima de tudo, amo Jesus. Moramos na Pensilvânia, nos EUA, e, sempre que consigo, gosto de falar sobre minhas experiências, aprendizados e desafios seja na maternidade, na vida cristã ou como imigrante.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2024 - Todos os direitos reservados