Lá em Casa

Estamos sendo observados

5 de fevereiro de 2010

Uma das maiores alegrias de ter uma filha menina é poder usar e abusar dos “penduricalhos” de cabelos. Mas, recentemente, a Manuela (1 ano e 3 meses) está com o hábito de tirar o tic-tac do cabelo e colocar na boca.

Nesse domingo, saímos nós três e quando olhei para ela na cadeirinha do carro, só vi uma pontinha reluzente para fora da boca! Quase morri de desespero… imagina se ela engole um negócio desse?

Agora, eu preciso redobrar a atenção – principalmente no carro (perceba o problema) -, mas sempre que a mãozinha com a prisilha está quase chegando na boca, falo um NÃO categórico e ela já desiste da ideia. É claro que a mudança de planos vem acompanhada com choro, beicinho e muita manha! Mas, fazer o quê?!

Conversando com a minha irmã, estava falando que eu não entendia porque que ela fazia isso. Ela já parou de colocar tudo na boca, isso só persiste com as coisinhas de cabelo mesmo.

Bem, passado alguns dias, a dúvida acabou. Estava eu, arrumando o cabelo da Manuela, e enquanto moldava as mechas na posição desejada, me flagrei segurando o tal do tic-tac com a boca!

Encontrei o xis da questão e o pior perdi toda a minha credibilidade para brigar com ela… Fiquei até com dó, afinal, ela não queria fazer nada errado, só queria fazer igual a mamãe!

Pensando nisso, eu acho que uma das maiores responsabilidades da paternidade é se tornar um exemplo eterno. Não importa o que você diga, não importa o quanto brigue, não importa quão velho seu filho seja… o que o papai e a mamãe fizerem sempre será um modelo.

Principalmente na infância, tudo o que nós fazemos é imediatamente imitado pelos nossos filhos!! Essa realmente é a melhor hora para ensinar hábitos saudáveis: deixar a criança ver você escovando os dentes, ler livros e a Bíblia com ela e para ela, não comer na frente da televisão, separar o lixo e economizar luz e água, entre tantos outros!

E, se em alguma área da sua vida, você ainda acha que não é um bom exemplo, nossos filhos nos dão uma boa oportunidade e motivação para dar o primeiro passo em direção a mudança! Para isso, o nosso amor pelos nossos bebês é melhor que qualquer livro de autoajuda!

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 10 anos, e Ana Júlia, 5 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados