Ideias Criativas ideias do que fazer com as crianças nas férias

Ideias de férias

11 de julho de 2014

plantandoNa segunda semana de férias, fizemos várias atividades simples e legais em casa mesmo. Isso porque, com um bebê de dois meses, não posso viver altas aventuras com a Manuela (que já está com cinco anos). Assim, resolvi reunir aqui as ideias porque podem ser coisas divertidas para ser fazer também nos finais de semana com as crianças:

– Tudo fica mais legal em uma barraca.Sua filha gosta de brincar de boneca? Monte uma barraca para ela brincar de mamãe e filhinha no acampamento. Seu filho gosta de brincar de carrinho? Monte uma barraca para fazer uma corrida em uma caverna. Qualquer brincadeira fica mais legal dentro de uma barraca – seja aquelas de verdade ou uma improvisada com cobertores e colchões.

Aqui em casa, a Manuela adora ler gibis. Durante o jogo fatídico da semifinal da Copa, ela não estava nem aí para o futebol e eu agoniada querendo assistir, assim, montei uma barraca com o edredon dela preso na cama (que é estilo beliche). Ela colocou um abajur e passou um tempão com sua coleção de histórias em quadrinhos da Turma da Mônica.

– Plante uma horta. Você só precisa de terra e sementes ou mudas de plantas. Pacotes de sementes – legumes, hortaliças, flores – custam menos de R$ 2. Se preferir, as mudas também são baratas. São ótimas opções, principalmente os temperos, pois já podem ser usados imediatamente. Comprei algumas de manjericão – que gosto muito de usar na cozinha – por R$ 1,25.

Você pode comprar vasos, mas também pode improvisar, reaproveitando latas, embalagens de vidro ou plástico. Além de sustentável, a ideia está super em alta.

Aqui em casa, a gente já tinha floreira, onde plantamos tomate e morangos, com sementes e mudas, respectivamente. A Manuela adora esses dois alimentos e, infelizmente, o morango é um dos produtos mais cheios de agrotóxicos! Eu sei que não vai produzir a ponto de satisfazer a vontade da pequena, mas já é uma pequena substituição. Usamos latas de leite em pó e Nescau para plantar flores e o manjericão. Nós pintamos a lata com tinta a óleo e não foi uma boa ideia porque demorou uns 4 dias para secar completamente!

latas21
Enfim, com menos de R$ 10, você pode comprar um pouco de terra, sementes ou mudas e argila expandida, que você coloca no fundo do vaso para escorrer a água em excesso.

Ah, aproveite para pedir para a criança pegar os temperos da horta na hora de cozinhar. É muito legal porque ela vê literalmente o “trabalho de suas mãos” sendo usado!

colorir– Tinta e pincel na mão. A criançada adora pintar com tinta. Acho que é exatamente porque a gente não deixa com tanta frequência. Quer animar um bom tempo dos seus filhos? Então forre o chão com jornal ou, se tiver área externa, grude papéis da parede, dê tinta guache e pincéis e deixe as crianças brincarem de artistas. Elas vão adorar.

Para minimizar o estrago, deixe-os usar roupas que não tenham problema em manchar. Por mais que seja tinta guache, ela não sai facilmente. Se preferir, vista-os com uma camiseta velha bem grande, que sirva como um avental.

Para os menores, que não têm muita habilidade para fazer desenhos, dá para usar folhas daqueles livros de pintar (como esse ao lado). Eles custam menos de R$ 10 em livrarias e têm figuras bem legais. A gente aqui em casa adora, seja com tinta, giz de cera ou lápis de cor.

– Criança na cozinha. O preparo de qualquer refeição é uma oportunidade de aproximar pais e filhos! Nem sempre as crianças querem ajudar, mas em geral elas ficam animadas com a ideia, somos nós que evitamos porque sabemos que vai gerar muita bagunça e sujeira. Além disso, o preparo vai ficar mais demorado…

Mas dá para fazer o sacrifício de vez em quando, né? Inspirada na ideia da nutricionista daquele programa da GNT, Socorro, Meu Filho Come Mal, nós fizemos barquinhos de carne moída. A Manuela raspou a abobrinha para fazer o buraquinho em que ia o recheio, colocamos a carne já refogada e temperada e foi para o forno. Ficou uma delícia. E, apesar de a Manuela evitar abobrinha, ela comeu um barquinho inteiro (meia abobrinha). Também fizemos muffins de banana e ela foi a responsável por amassar as frutas!

De vez em quando ela me ajuda com outras coisas também:

comida– Lavar tomates-cereja (pelos quais é apaixonada)
– Untar a forma de bolo (ela unta direitinho!)
– Peneirar a farinha e açúcar para fazer massas
– Colocar ingredientes já separados dentro da vasilha da batedeira
– Lavar arroz
– Decorar cupcakes e bolos
– Pegar e guardar ingredientes na geladeira

– Ainda na cozinha
A Manuela também pediu para a gente brincar de Guerra dos Cupcakes (inspirado no programa de TV). Assim, eu fiz cupcakes, brigadeiro mole e juntei várias opções de decoração para ela brincar. Tubetes, granulados, gotinhas de chocolate e outros confeitos fazem a alegria na hora de montar o seu bolinho. Ah, e não tem frescura para fazer: é só usar uma receita de bolo comum e colocar em forma de cupcake!

Enfim, são muitas opções. E além de diversão, eu também já procuro ensinar a questão da colaboração. Se todos querem comer, todos ajudam. Um cozinha, outro arruma a mesa, outro lava a louça etc. Não é fácil, mas é importante!

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + 1 =

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Amo escrever, amo meu marido, amo minhas três filhas e, acima de tudo, amo Jesus. Moramos na Pensilvânia, nos EUA, e, sempre que consigo, gosto de falar sobre minhas experiências, aprendizados e desafios seja na maternidade, na vida cristã ou como imigrante.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2024 - Todos os direitos reservados