Durante a Gravidez

Irritação de grávida, Disney Live e a falta de noção das pessoas

28 de setembro de 2013

Eu ando MUITO irritada ultimamente. Culpa dos hormônios da gravidez que me deixaram muito pior do que eu fico em TPM. Eu tenho vontade de matar meia dúzia por dia e as coisas que normalmente me irritam me levam ao um patamar de semi-insanidade. Quem mais sofre, coitadinha, é a Manuela! No final do dia, quando ela já está dormindo e eu pensando em tudo que ela aguentou de mim ao longo do dia, eu passo na cama para dar um beijinho de remorso. E o mais lindo é que ela sempre acaba abrindo os olhos e dizendo: “obrigada pelo beijo, mamãe, te amo”. Daí eu choro, hahahaha.

Enfim, ontem fomos assistir ao Disney Live. Como já falei aqui no blog, os espetáculos são sensacionais e merecem ser assistidos sempre que possível. No ano passado, o show foram com as histórias de três princesas. Este ano foi um show musical, com as histórias de Aladin, Pequena Sereia e Toy Story. Revivi minha infância, cantando “Você nunca teve um amigo assim” junto com o gênio e “eu quero estar onde o povo está, eu quero ver um homem dançando”, com a Ariel.

As coreografias foram muito bem feitas; cenário, figurino e personagens impecáveis. E, graças a Deus, desta vez não tinha aquela infinidade de lojas com coisas caríssimas para comprar!

Só que, sério, saí de lá indignada com a falta de noção das pessoas em ambientes públicos! As pessoas são muito mal educadas. Então, com base na minha experiência de ontem, seguem algumas considerações sobre o comportamento no teatro, caso alguém não tenha aprendido em casa. Alerta de post irritado e que pode ser ofensivo. Peço desculpas antecidapamente!

Na linha dos olhos: eu também tirei fotos, eu também usei o celular, mas não levante sua câmera ou seu smartphone acima da sua cabeça. Porque se você levanta-os acima da linha dos seus olhos, você está atrapalhando quem está atrás de você! Sério, e se não bastasse a pessoa ficar com a câmera na frente da gente, ela ficava filmando cenas de um, dois minutos…

Você não é o fotógrafo do evento: se você não é o fotógrafo do evento, segura a onda do flash porque atrapalha, sabe? Tinha um cara do meu lado com uma câmera profissional e um flash que parecia que ele estava cobrindo show de rock à noite.
Teatro não é lugar para comer: não é para comer nada dentro do teatro, em especial Baconzitos!!! Sério, gente, eu mereço? Além do barulho e da sujeira, tive que aguentar o cheiro de salgadinho até o final do show.

Quer postar a vida, espere acabar o show: sei que tem gente que vive a vida de acordo com o que é legal postar no Facebook ou no Instagram. Daí, a pessoa do meu lado tira foto com o iPad e quer postar no Instagram, dentro do teatro, com o sinal péssimo de 3G. Ou seja, fica uns cinco minutos com a tela do iPad acesa esperando a bendita imagem carregar.

Educação é bom e todo mundo gosta: Cheguei em cima da hora no teatro porque peguei a Manuela na escola e fui direto. Assim, precisei passar por quatro pessoas para chegar ao meu assento. As pessoas só faltaram esticar o pé para eu cair… Ninguém nem fingiu encolher o joelho para a gente passar. Na hora do intervalo, depois de ir ao banheiro, fiquei até constrangida de passar pelas mesmas pessoas e fui pelo outro lado. Por quê? A família (a do Baconzitos) tinha um acampamento no meio do corredor e pergunta se eles tiraram do chão para a gente passar… Claro que não, a Manuela teve que treinar salto à distância para não pisar nas coisas dos outros.

Enfim, eu acho que pessoas sem noção não deveriam ser autorizadas a ir a locais públicos! E acho que grávidas irritadas também não…

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + um =

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Amo escrever, amo meu marido, amo minhas três filhas e, acima de tudo, amo Jesus. Moramos na Pensilvânia, nos EUA, e, sempre que consigo, gosto de falar sobre minhas experiências, aprendizados e desafios seja na maternidade, na vida cristã ou como imigrante.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2024 - Todos os direitos reservados