fbpx
Lá em Casa adolescência na infância

“Não!” – A temida birra das crianças

8 de março de 2010

Todo mundo lembra de já ter visto aquela cena de birra de criança no shopping ou no mercado, chamando atenção de todo mundo e fazendo a mãe passar aquela vergonha indescritível.

Eu também, é claro, já vi essa cena. E mais: como a maioria dos leitores desse texto, também pensei “- que absurdo! É falta da educação do pais! Indignante!” E por aí adiante…

É aquela cabeça balançando negativamente, empurrando os braços que querem oferecer colo e “batendo o pé” para o que não quer! Ah, não estou mais descrevendo a cena do mercado, estou descrevendo a birra da Manuela.

Sim, esse ser humano que ainda não completou nem dois anos de idade acha-se no direito de dizer “NÃO” e ponto final. Mesmo que não saiba falar em palavras, ela faz-se entender muito bem!

Ela ainda não fez nenhuma cena em lugares públicos (e a minha esperança – afinal, é a última que morre – é que ela não faça!), mas mesmo a birra em casa é suficiente para desanimar qualquer pessoa que dá duro para ser uma boa mãe.

Mas, no último mês, o tema foi capa da revista Crescer que esclareceu muita coisa a respeito das negativas que as crianças nos dão. Na verdade, na maioria esmagadora dos casos, a birra é só uma forma da criança dizer: “Mãe, socorro, não estou feliz e não sei como agir com esse sentimento”.

Depois que li a reportagem, prestei atenção e batata: os momentos de birra da Manuela têm acontecido quando ela está com sono, com fome ou entediada, sem brinquedos, por exemplo! Por isso, todo estresse pode ser evitado, basta prestar atenção nos sinais…

Assim, posso evitar estresse, pois o que é melhor para uma criança com sono do que dormir? E a gente fica querendo passear no mercado ou desfilar no shopping… Exigimos deles e queremos que eles correspondam às nossas expectativas!

Nessa horas, muita gente acha que a resposta é brigar e colocar de castigo. Uma pena, já que talvez bastasse dar uma mamadeira e colocar no bercinho!

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 11 anos, e Ana Júlia, 6 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2020 - Todos os direitos reservados