Para Mães e Pais homeopatia para crianças

Homeopatia para crianças: dá para usar?

7 de agosto de 2015

Quando a Ana Júlia entrou na escola e passou a ficar doente com frequência, algumas pessoas sugeriram aumentar a imunidade dela falando sobre os benefícios da homeopatia para crianças. Confesso que nunca usei, mas também não tenho nenhum preconceito – tampouco informação. Por isso, conversei com o pediatra Moisés Checinski, por meio da assessoria de imprensa da Boiron, e tirei algumas dúvidas sobre o assunto.

Dr. Moisés explicou que a homeopatia é uma especialidade médica, reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina desde 1980, e um tratamento amplo. “Os medicamentos homeopáticos não apresentam efeitos colaterais indesejáveis e nunca houve nenhuma descrição de algum caso de intoxicação ou morte pela ação desse tipo de tratamento. Há trabalhos científicos e artigos publicados nas mais renomadas revistas médicas nacionais e internacionais (Pediatrics, British Journal, Journal of Pediatrics, JAMA, entre outros) comprovando a ação e a eficácia do tratamento homeopático”, explica.

Segundo o médico, todos os medicamentos homeopáticos são feitos de matérias-primas vindas dos reinos animal, vegetal e mineral e foram testados e estudados antes de sua utilização. “Há que se dizer que, de forma diversa de outros tipos de tratamento reconhecidos, não houve um só medicamento homeopático que tenha sido retirado de circulação por efeitos adversos ou de risco de morte, durante seus mais de 200 anos de existência”, salienta.

Desde que receitado por um especialista (médico, dentista ou veterinário homeopata), a homeopatia segue um caminho de promoção de saúde, prevenção e cura, podendo ser utilizado tanto em quadros agudos como em quadros crônicos com a mesma eficiência e resultados. “Assim, o homeopata encara a doença como um sinal na tentativa do organismo em busca da sua saúde e de seu equilíbrio. Dessa forma, mesmo no tratamento de quadros agudos, como se mobiliza a energia de cada paciente em busca de seu equilíbrio, já existem implícitos movimentos de prevenção e de redirecionamento da doença crônica”, explica. Ou seja, se trata uma doença pontual, já buscando prevenir outras e promover a saúde geral do paciente

Dr. Moisés esplica que não há uma restrição e idade para o uso da homeopatia. “Gestantes, recém-nascidos, homens, pessoas da terceira idade podem se beneficiar, cada um dentro das suas necessidades e possibilidades do acompanhamento homeopático”. Ele também explica que os homeopáticos podem ser associados a outros tratamento convencionais.

Segundo ele, a única contraindicação é a automedicação. “Nem com a homeopatia, ou a acupuntura, ou a alopatia, ou a fitoterapia se recomenda a automedicação sem uma avaliação profissional adequada.” Por isso o alerta: não é porque alguém se deu bem com a homeopatia que pode receitar para você!

HOMEOPATIA PARA CRIANÇAS

criança doente homeopatia para crianças

O pediatra explica que o sistema imunológico da criança se completa entre os 2 e 3 anos de idade. Assim, a ideia de “aumentar” a imunidade de bebês é equivocada, pois a criança não pode melhorar algo que não tem. “O profissional que acompanha seu paciente verifica onde e como esse paciente se desequilibra de seu estado de saúde e pode ajudar nesse caminho, através de uma alimentação apropriada, estilo de vida saudável e do medicamento homeopático.” Ou seja, a ideia é promover a saúde de maneira geral!

“Nas crianças, um parto normal, seguido de aleitamento materno desde a sala de parto, exclusivo e em livre-demanda até o 6º mês, estendido até 2 anos ou mais e um esquema vacinal adequados podem contribuir em muito para reforçara imunidade desse grupo de pacientes”, explica. “E a homeopatia também  tem, por diversas formas de tratamento, condições de favorecer a saúde dessas crianças. É uma forma terapêutica de custo acessível, com restabelecimento suave e duradouro, sem efeitos colaterais indesejáveis.

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + 10 =

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem Sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Amo escrever, amo meu marido, amo minhas três filhas e, acima de tudo, amo Jesus. Moramos na Pensilvânia, nos EUA, e, sempre que consigo, gosto de falar sobre minhas experiências, aprendizados e desafios seja na maternidade, na vida cristã ou como imigrante.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2024 - Todos os direitos reservados