Lá em Casa pai não participativo

Pai requisitado, mãe enciumada

6 de abril de 2010

Imagem 012Existem muitas mães que desejam profundamente que seus maridos sejam pais mais presentes e interessados na vida de seus filhos. Nesse aspecto, eu não tenho o que reclamar. Apesar de evitar trocar fraldas, o meu marido tem muito interesse por tudo que acontece com a Manuela, gosta de dar banho nela e passar tempo brincando, além de sempre procurar educá-la da melhor forma possível.

Só que, pelos muitos compromissos do dia, acontece que, de vez em quando, ele passar alguns dias sem vê-la. Se ela dorme e acorda no horário usual, ele sai quando ela ainda está dormindo e chega depois que ela já está no terceiro sono.

Agora que ela já está mais grandinha (um ano e 4 meses), ela tem tido saudades dele: nada mais natural. Várias vezes, pega o telefone – de verdade ou de mentira – e fala “Papá, papá”, pois ele sempre liga para falar com ela quando está em viagem. Além disso, não pode ouvir a porta que já começa a chamar!

Essa semana, entretanto a paixonite pelo papai despontou. Ela fixamente apontava para o mural de fotos lá de casa e falava “papá, papá”. Quando, finalmente, dei para ela a foto do meu marido na praia, ela segurou, chamou mais uma vez o papai e deu beijinhos no rosto dele!! Acredita? A coisa mais amorosa!

Se isso não bastasse, mais tarde ela foi dormir e, passado algum tempo, ouvi ela falando dormindo… Eu verifiquei, ela estava dormindo mesmo, mas falando. Sabe o quê? “Papá, papá”. Tudo bem amar o papai e demonstrar isso, mas e a “mamã”. Não sobra um espacinho para mim nesse sonho?

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 5 =

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem Sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Amo escrever, amo meu marido, amo minhas três filhas e, acima de tudo, amo Jesus. Moramos na Pensilvânia, nos EUA, e, sempre que consigo, gosto de falar sobre minhas experiências, aprendizados e desafios seja na maternidade, na vida cristã ou como imigrante.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2024 - Todos os direitos reservados