fbpx
Lá em Casa

Quando tudo dá errado…

31 de maio de 2021

Era por volta de 2h da madrugada. Eu estava na cozinha desde às 21h preparando os doces e o bolo para surpreender a Manuela logo cedo. Aquelas coisas que a gente decide fazer por amor e esquece de mensurar o trabalho.

No ano de pandemia, sem festa de aniversário, eu acordei as duas com uma pequena festa surpresa. Pra dar certo, tinha que fazer tudo após elas dormirem. Mas nem sempre os planos dão certo, não é mesmo?

A melhor pior ideia foi fazer um mini bolo de duas camadas. Eu tinha que esperar esfriar, desenformar, para então refazer a próxima camada na mesma forma (a única do mesmo tamanho).

Eu já estava, finalmente, desenformando a segunda camada quando consegui derruba-la na pia cheia de água. Não teve salvação alguma… bolo foi literalmente ralo abaixo e eu percebi que tinha ficado quase uns 40 minutos acordada à toa nessa última fase. A vontade era sentar e chorar…

Mas essa vontade passou tão tão rápido, que mal se tornou uma vontade de fato. Eu ri – e nem foi de nervoso. Organizei um bolo com a camada que sobrou – aliás, um bolo que derreteu e desmontou durante a noite. E fui dormir, para acordar umas quatro horas depois e finalizar a supresa antes da aniversariante levantar.

Em tempos anteriores, eu teria chorado, muito provavelmente. Aquele pequeno detalhe teria estragado todo o resto que fiz. Mas hoje eu já entendi que não podemos ter controle de todas as coisas que acontecem ao nosso redor; só temos poder sobre o que acontece dentro de nós.

O dia seguinte foi festa. Uma menina super feliz, grata e se sentindo mega especial com o bolo mais maravilhoso do mundo. E uma mãe igualmente feliz porque aprendeu que a vida nem sempre sai como a receita, mas sempre alguma coisa se salva. Dá pra fazer milagre com isso!

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 12 anos, e Ana Júlia, 7 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2021 - Todos os direitos reservados