Lá em Casa

Quando você não tem tempo para fazer do jeito certo

10 de novembro de 2017

Estava com pressa. E é um fato: quanto mais pressa você tem, mais chances de as coisas darem errado. Principalmente no quesito relacionamento com os filhos.

Porque quando a gente está com pressa, normalmente fica mais estressado e a ponto de explodir. E quem sofre é quem está mais perto de nós e é mais vulnerável: a criança.

Hoje eu estava com pressa.

Cheguei atrasada na academia para deixar a Ana Júlia para sua aula. Ana Júlia, de três anos, que não tem culpa pelo horário que a gente saiu de casa.

Ana Júlia entrou correndo, toda animada, mas então pisou no tatame com o tênis. Não pode. Eu e a Manuela falamos juntas: “Ana, tira o tênis antes de subir no tatame”.

Ana Júlia, no auge dos seus três anos e meio e sem maturidade para lidar com as emoções, chorou, se assustou, se sentiu envergonhada, chorou.

Peguei ela no colo e tentei consolá-la. Mas ela continuou chorando por um ou dois minutos talvez e não respondia à minha pergunta: “você quer fazer a aula?”

Ela queria fazer a aula, eu sei que ela queria. Ela só tinha se assustado, precisava se acalmar. Mas eu não tinha tempo, eu tinha pressa. Eu precisava correr para outro compromisso inadiável. Então eu disse: “eu preciso ir embora, então você não vai fazer a aula”. Peguei suas coisas, as duas crianças e fui embora.

Talvez você esteja me achando a própria bruxa no 71. Pode achar. Eu concordo com você. Naquela hora, eu sabia o que precisava fazer, mas eu não tive tempo para fazer as coisas do jeito certo. Eu não pude dar para a Ana Júlia o que ela precisava porque eu estava com pressa.

É triste. Triste ver os nossos próprios erros. Triste ver como as crianças sofrem por causa da vida corrida dos adultos. Triste ver que, por mais que a gente se esforce, eventualmente alguma outra prioridade vai afetar o nosso relacionamento com os filhos.

Pressa.

A pressa é um alerta. Quando estiver com pressa, repense suas atitudes. Se não puder perder tempo, gaste pelo menos o necessário para que a sua pressa não afete quem não tem nenhuma responsabilidade sobre ela.

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Comentários

  1. Alerta anotado! Gostei da reflexão!

  2. Rakel disse:

    E entao, depois, o que vc fez? Ela com certeza ficou chateada por nao ter feito a aula . eu nao sei o que fazer quando erro, nao sei se peço desculpas, se deixo passar…

    1. Melina disse:

      Na hora eu não tive sensibilidade. E estava muito irritada. Mas depois eu expliquei para ela o que aconteceu, por que eu fiquei brava e pedi desculpas. Mas também mostrei o que do comportamento dela que poderia ter sido diferentes. :)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × cinco =

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Amo escrever, amo meu marido, amo minhas três filhas e, acima de tudo, amo Jesus. Moramos na Pensilvânia, nos EUA, e, sempre que consigo, gosto de falar sobre minhas experiências, aprendizados e desafios seja na maternidade, na vida cristã ou como imigrante.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2024 - Todos os direitos reservados