Lá em Casa

Quem bate? É o frio…

31 de maio de 2011

Nesse ano, já houve alguns dias BEM frios aqui na minha linda Curitiba. E, apesar de eu gostar muito do clima mais gelado, estou sofrendo por causa da baixa temperatura.

A primeira coisa foi correr renovar o guarda-roupa da Manuela. Não sei como é com vocês, mas para mim, a cada troca de estação, preciso comprar praticamente tudo novo! Não são nas quatro estações, mas nas duas épocas principais: Primavera/Verão e Outono/Inverno. No meu cartão de crédito, sempre tem Xiquita, pois quando eu acabo de pagar as parcelas das roupas de calor, preciso ir comprar as roupas de frio.
Nesse ano, como comprei bastante casaco para a Manuela na viagem que fiz, quando o frio chegou resolvi ir na Renner para me abastecer de blusinhas básicas, aquelas de colocar por baixo. Comprei várias, de diversas cores, por preços entre R$ 9,90 e R$ 13,90. Além de usar em casa, dá para colocar por baixo do uniforme.
Falando em uniforme, esse item também precisou de uma melhorada. Além dos agasalhos de malha adidas, que ela já tem, precisei comprar blusa de lã e conjunto de moletom.
Outro problema sério, entretanto, está sendo o sono. A Manuela – está com 2 anos e meio – fez o favor de quebrar as grades do berço. Na verdade, ela estava tentando arrumar umas que estava quebradas e acabou acabando com todas… Resultado: tivemos que baixar a altura do colchão e ela ganhou uma caminha antes da hora. Só que com isso, as cobertas não param mais e vivem caindo da cama. Então, lá pela alta madrugada, eu ouço um: “Mamãe, quero cobrir”. A Manuela não consegue se cobrir sozinha e acaba me chamando umas 4, 5 vezes por noite para ajudá-la. Isso acaba com meu descanso.
O pior é que tentei várias sugestões de amigas minhas, mas nada foi muito bem sucedido:
– Prender o cobertor embaixo do colchão ou usar saco de dormir – Não dá. A Manuela acorda irritada, tentando se “livrar” da coberta.
– Aquecedor no quarto a noite inteira (aqueles à óleo) ou pijamas BEEEM quentes – Tanto em um caso como no outro, eu tenho o mesmo problema. Na hora em que a Manuela vai para cama, não está tão frio. Então, se eu coloco um pijama muito quente ou o aquecedor, ela fica por algum tempo suando na cama, até que chegue de fato o frio da madrugada.
Para ajudar, a Manuela é uma menina super “encalorada”. Ela vive arregaçando as mangas, está sempre pedindo para colocar camiseta e vestido. E não é algo que eu possa pensar: “- Ela só está com mais calor do que eu”. Houve um dia em que eu cheguei em casa na hora do almoço (eu estava com 3 blusas) e ela estava de vestido!Mas um viva à escolinha e ao poder das massas que têm ajudado bastante nesse aspecto. Depois de mais de uma semana lutando para convencê-la a usar a touca linda que comprei para ela na Alemanha, já tinha desistido. Um belo dia (belo mesmo, até estava meio quente), a Manuela olhou para mim e falou: “mamãe, quero pôr touca. Os amigos têm touca”. Ai, que alegria. Ontem mesmo, ela até me pediu uma luva. “Estou com frio na mão, quero luva rosa de bolinha”. É claro que a questão não é o frio na mão e, sim: “a Dani tem luva rosa de bolinha”.

 

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 9 anos, e Ana Júlia, 4 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados