Para Mães e Pais mães perfeitas da internet

Sobre as “mães perfeitas” das redes sociais

13 de março de 2019

Já ouvi muita gente reclamar das “mães perfeitas do Instagram”. Eu mesma já falei de maneira negativa desses perfis de mulheres que aparentemente são mães maravilhosas, boas cozinheiras, controladas e pacientes, lindas e bem cuidadas, boas organizadoras do lar… e a lista continua.

Mas a questão era que, quando eu olhava para essas mulheres, eu me sentia mal por alguma coisa que não estava certa na minha vida. Entenda: a culpa que eu sentia não vinha por causa do que aqueles perfis mostravam (independente se era verdade ou não), mas sim da minha própria autocrítica.

Eu via naqueles perfis algo que eu desejava ser, mas que eu avaliava que eu não era. Daí vinha a minha culpa. E isso era total responsabilidade minha.

E explico por quê. Se eu olho para um perfil e vejo em outra pessoa algo que me incomoda, tenho algumas possíveis posturas a tomar:

1. Me inspirar no que é bom. Ela faz algo que parece perfeito e eu gostaria de ser assim? Então, eu me inspiro e decido mudar, copiar o que é bom na medida do que é possível aplicar à minha realidade.

2. Deixar de seguir o que me faz mal. Ela parece perfeita, mas você, na real, nem tem vontade de ter aquelas atitudes que está vendo? Então, deixa de seguir! Se o perfil te faz se sentir mal, pior, inadequada, não tem por que continuar seguindo.

3. Saber filtrar o que te faz bem e ignorar o que te faz mal. Um conteúdo te inspira? Procure melhorar nesse aspecto. Um conteúdo não diz respeito a que você acredita ou quer fazer em sua família? Ignora. É simples!!

Entenda. Muitas dessas “mães perfeitas do Instagram” estão apenas postando a realidade delas, aquilo que elas têm conseguido realizar na sua família, o que têm alcançado em sua própria evolução pessoal. Algumas não postam os perrengues porque não querem dar ibope para coisa ruim.

Cada um tem direito de postar o que quer porque cada um tem o direito apenas de seguir o que deseja.

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 9 anos, e Ana Júlia, 4 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados