Lá em Casa mãe infeliz

Um dia daqueles

25 de março de 2014

Hoje a manhã foi uma daquelas difíceis para as mães que trabalham fora. Dormi meio mal esta noite (comum nessa altura da gravidez) e acordei mais tarde que o comum. Como é um dia que a Manuela só vai para a escola à tarde, eu já saio do quarto completamente pronta, só para pegar meu café e ir embora.

Quando cheguei na sala, fui dar um beijo na Manuela e ela ma abraçou e pediu: “Mamãe, fica um pouco comigo? Não quero que você saia correndo para o escritório” (coração partido #1). Daí, eu troquei a roupa dela, fiz um prato de morangos para ela comer e preparei as coisas para ela escovar os dentes.

Fui dar tchau e ela fez uma cara de choro (coração partido #2). Eu disse que voltaria logo e que não era para ela ficar triste e ela emendou: “é que eu gosto muito de ficar com você” (coração partido #3).

Eu disse para ela que de noite, nós ficaríamos juntas e ela respondeu: “é que eu quero brincar com você e de noite você vai querer descansar” (coração partido #4). Foi muito triste. Porque é verdade. Nessa altura da gravidez, eu chego em casa no final da tarde com a barriga muito dolorida de passar o dia inteiro sentada e preciso deitar para aliviar. A Manuela sente como se eu não pudesse fazer as coisas com ela.

Então eu peguntei do que ela ia querer brincar quando a gente chegasse da escola e ela disse “dominó” (ainda bem que não foi jogar bola, rs). Com o coração partido e saindo para trabalhar, deixamos marcada a nossa brincadeira da noite, que felizmente eu posso jogar deitada…

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 9 anos, e Ana Júlia, 4 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados