fbpx
Para Mães e Pais crianças precisam de aceitação dos pais

7 necessidades básicas da criança #3: Aceitação

8 de julho de 2020

Aceitação é a terceira de sete necessidades que toda criança tem, segundo o autor John M. Drescher, autor de Sete necessidades básicas da criança (saiba mais sobre o livro aqui).

Leia também: Crianças precisam de segurança.

Uma das grandes dificuldades nossas, como pais, a respeito desse tema é demonstrarmos aos nossos filhos a aceitação irrestrita: quando acertam e quando erram.

Todo ser humano precisa ser aceito. E o primeiro ambiente em que isso acontece é com a família: pai e mãe. Quando a criança não se sente aceita (ou parcialmente aceita), ela cresce confusa acerca do seu valor pessoa. E acaba se tornando um adolescente/jovem com uma busca intensa para ser aceita pelo grupo.

Por que as crianças sentem falta de aceitação?

Críticas constantes Quando sempre estamos criticando nossos filhos por fazerem ou não fazerem algo – ou pela forma que fizeram -, criamos sentimentos de fracasso, rejeição e desajuste.

Comparação Não existem duas crianças iguais e compará-las é uma grande injustiça. A comparação contínua leva ao sentimento de inferioridade.

Todos temos áreas em que somos inferiores no desenvolvimento, mas também todos têm algo em que se sobressaem. É importante que a criança entenda que ela não é boa – nem precisa ser – em tudo. E nós, pais, podemos ensiná-las a compreender suas “fraquezas”, mas principalmente devemos focar em seus pontos fortes.

Projetar sonhos paternos Esperar que o filho realize os projetos que os pais desejam – e não necessariamente as crianças querem.

Altas expectativas Esperar demais dos filhos pode gerar ansiedade e insegurança. Além de levar a criança a pensar que não é aceita se não alcançar aquela expectativa.

E como a gente demonstra aceitação para a criança?

Reconhecer cada filho como único Reconhecer diferentes habilidades, evitar comparação entre os filhos e tratar cada um como único demonstra a aceitação. Isso inclui conhecer os diferentes interesses, valorizar diferentes habilidades e saber que nem sempre devemos tratá-los da mesma maneira.

Ajude a criança a encontrar satisfação em seus empreendimentos Permita que a criança tente coisas novas e elogie o esforço dela.

Comunique o amor e a aceitação para que a criança saiba Afirme que ela é desejada e demonstre vontade em estar com ela.

Aceite os amigos do seu filho Os amigos são muito importante para as crianças. Permita que seu filho possa convidar os amigos para estarem em sua casa. Além de mostrar aceitação às escolhas de seu filho, você pode “sondar” com quem ele tem amizade.

Mantenha um relacionamento sincero e genuíno com seu filho Admitir suas falhas e erros diante do seu filho ajudará a manter um canal de comunicação positivo além de mostrar que a imperfeição é comum para todos.

Ouça o que seu filho diz Ouvir é uma das melhores maneiras de dizer “aceito você!”. Eu sei que é muito difícil (eu sei!!!), mas a gente precisa se esforçar ao máximo para olhar e dar atenção quando as crianças falam conosco.

Sabe algo que é muito bacana? Quando você ouve e depois, em momento oportuno, retoma o assunto com seu filho. Pedindo uma atualização ou lembrando da conversa para mostrar que aquilo foi relevante para você!

Tratar a criança como alguém de valor Isso inclui trata-la com respeito, como você faria com um colega ou parente adulto. Sabe? Pedindo “por favor”, falando “obrigado” e outras formas respeitosas de tratamento. Isso inclui não interromper quando ela estiver falando, já pensou nisso?!?!

Permitir que a criança se desenvolva da maneira dela e não como o pai acha que deve ser Precisamos aceitar o filho que nós temos! E não o que achávamos que deveríamos ter.

Dica especial: Não espere as crianças irem para cama para ficar pensando em que filho incrível que ele é! Demonstre no dia a dia o quando você o aprecia e é feliz em ser sua mãe/ seu pai.

crianças precisam de aceitação dos pais

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 11 anos, e Ana Júlia, 6 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2020 - Todos os direitos reservados