Lá em Casa mãe mais paciente

A palavra gentil e o falar amável na criação de filhos

18 de fevereiro de 2019

“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira” Provérbios 15:1

Amo esse provérbio porque nos ensina que responder com calma é a saída para terminar qualquer discussão. Sério, experimente responder gentilmente quando uma pessoa vier brigar com você. É impressionante como funciona.

Porém, quero focar na outra parte, sobre como a palavra dura, ríspida, grosseira desperta a ira. E isso é em todos os relacionamentos, inclusive com as crianças!

Entre as mudanças que fiz aqui em casa (aquelas que geraram tanta repercussão – da mãe que gostaria de ser) está o falar amável! Muitas vezes, eu falo exatamente a mesma coisa apenas com um tom de voz diferente.

É impressionante como uma ordem simples, como “filha, guarde seu brinquedo”, pode ter respostas tão diferentes de uma criança de 4 anos.

Seja duro e ríspido na sua ordem e você tem grandes chances de despertar o mini hulk. Mas, ainda que seu filho já tenha aprendido a se controlar melhor externamente, esse modo de falar pode estar despertando a ira no coração da criança. Ela não demonstra, mas internamente isso prejudicou um pouco o relacionamento entre pai/mãe e filho.

Na hora de falar algo (ainda que não seja a primeira vez) experimente falar com um tom de voz amável. E veja como a criança, a casa, o relacionamento e, principalmente, VOCÊ vão experimentar mais paz no dia a dia.

Acredite: você merece essa paz e só você pode construir, partindo de dentro de si!

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Comentários

  1. Shirley Moura disse:

    Aqui igual! Minha Laura tem 3 anos. Neste fim de semana tivemos um almoço em família e eu já recomendei antes de sair de casa:”Chegando na casa da vovó, cumprimente todo mundo com um “Oi”, não precisa beijar e nem abraçar as pessoas,se não quiser.”
    Não teve beijo, abraço e nem Oi…ela não quis falar com ninguém e ainda ficou emburrada um tempão,se escondendo atrás de mim e do pai…

  2. Bianca disse:

    Eu super concordo nesse estilo de fala e na gentileza, amor e respeito na criação dos pequenos!

  3. Jeandra Naves disse:

    Obrigada do fundo do meu coração ?
    Como foi importante pra mim ler esses textos. Deus a abençoe grandemente e toda sua família. Obrigada por compartilhar suas experiências reais e me ensinar que eu posso ser a mãe que eu gostaria de ser ❣️ Gratidão ?
    Jeandra Naves

  4. Fernanda França Carvalho da Cruz disse:

    Descobri seu blog hoje mexendo no pinterest.
    Nossa, um texto mais maravilhoso que o outro.
    Muito obrigada por compartilhar seus conhecimentos e experiências.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Amo escrever, amo meu marido, amo minhas três filhas e, acima de tudo, amo Jesus. Moramos na Pensilvânia, nos EUA, e, sempre que consigo, gosto de falar sobre minhas experiências, aprendizados e desafios seja na maternidade, na vida cristã ou como imigrante.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2024 - Todos os direitos reservados