fbpx
Para Mães e Pais Como ajudar meu filho a lidar com a frustração? Um pequeno guia de educação emocional.

Como ajudar meu filho a lidar com a frustração (e outras emoções)?

13 de junho de 2021

Todo pai se questiona: como ajudar meu filho a lidar com a frustração – e outras emoções intensas? Por isso, resolvi deixar aqui um “pequeno guia de educação emocional”, com os passos que aprendi a aplicar aqui em casa.

A educação emocional é um processo que precisa de consistência e dedicação. O mais importante é sempre lembrar que as reações exageradas do seu filho precisam de acolhimento, mas também de correção.

Acolha, ensine, oriente… é um presente inestimável para as futuras gerações!

Como ajudar meu filho a lidar com a frustração? Um pequeno guia de educação emocional.

A primeira coisa importante é lembrar que nossos filhos estão aprendendo tudo sobre o mundo e sobre si próprios, inclusive sobre suas emoções e como se relacionar com elas.

Portanto, educar emocionalmente também é um papel dos pais.

Passo 1: Nomeie a emoção

Fale à criança o que ela está sentindo. A criança ainda não sabe nomear aquelas sensações estranhas que estão percorrendo seu corpo e mente.

“Filho, você está chateado porque eu disse NÃO para aquilo que você queria fazer.”

Passo 2: Conecte-se à criança

Diga à criança que você também tem aquele sentimento em algumas situações; é reconfortante saber que não estamos sozinhos.

“Eu entendo você. Eu também fico chateada quando não consigo fazer o que planejei.”

Passo 3: Corrija a reação errada

Aceitar todas as emoções não significa aceitar todas as reações. Corrija a criança explicando qual ações dela foram inadequadas.

“Mas não podemos gritar, jogar as coisas ou bater nos outros porque estamos frustrados.”

Passo 4: Oriente para a reação aceitável

Nosso papel na educação é corrigir o errado, mas também – e principalmente – mostrar o certo. A criança não pode reagir como quiser, como reagir então? Explique a ela.

“Você pode respirar bem fundo, me dar um abraço, rabiscar em um papel, ir para seu quarto até você se sentir melhor…”

Atitude constante: Fale sobre emoções

No seu dia a dia, ensine sobre emoções, converse sobre sentimentos, ajude a criança a identificar sensações, explique quais são as saídas aceitáveis para situações desafiadoras, leia livros que falem sobre o tema.

Leia também

Como ensinar a criança a lidar com a frustração

“Eu não consigo me controlar”. Educação emocional e espiritual para as crianças

Compreender não significa aceitar o comportamento errado

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 12 anos, e Ana Júlia, 7 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2021 - Todos os direitos reservados