fbpx
Para Mães e Pais devocional infantil sobre ira

Devocional infantil para download: Controlando o coração

7 de abril de 2020

Este é um devocional infantil para download escrito por Melina Pockrandt Robaina (autora do livro Ensinando no caminho – Práticas para investir na vida espiritual do seu filho) e ilustrado por Jociane Cavalli. Faça download do arquivo em PDF no link abaixo ou, antes, confira o conteúdo após a imagem.

DEVOCIONAL INFANTIL PARA IMPRIMIR: CONTROLANDO O CORAÇÃO

DEVOCIONAL INFANTIL SOBRE IRA

Devocional infantil sobre ira: Controlando o coração

“Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei” Gálatas 5:22,23

Conte a história

Adão e Eva tiveram dois filhos, Caim e Abel. Caim era agricultor e Abel criava animais. Os dois conheciam a Deus e tinham um relacionamento com Ele. Um dia, Abel fez uma oferta muito especial para o Senhor. Ele entregou os melhores animais, os primeiros de seu rebanho, como uma declaração de amor e louvor.

A Bíblia não fala quanto tempo demorou, mas conta que Caim, depois de alguns dias, levou uma oferta a Deus também, porém não foi feita com tanto amor e dedicação– talvez ele tenha feito só por inveja do irmão, não sabemos ao certo.

Porém, uma coisa é clara: o Senhor não aceitou a oferta de Caim. Porque, para Deus, não importa o que nós damos e, sim, o amor que demonstramos a Ele através daquilo que oferecemos. Como você acha que Caim se sentiu?

Tente trazer a situação para a realidade da criança: exemplifique. Como seria se acontecesse: ela e um colega da escola levando um presente para a professora e ela só  agradecendo o amigo.

A Bíblia fala que Caim ficou muito bravo, com ciúmes, inveja. O coração dele estava tão cheio de sentimentos ruins que dava para ver em seu rosto. Deus, como um bom pai que é, chamou Caim para conversar e perguntou: “Por que você está com raiva? Por que anda carrancudo? Se tivesse feito o que é certo, você estaria sorrindo, mas você agiu mal” (Genesis 4:6-7)

E Deus ainda completou explicando que o mal está perto da gente, querendo nos dominar, mas cada pessoa precisa decidir não se deixar ser controlado pelo mal. Pelo contrário, devemos cuidar de nossos sentimentos, vontades e desejos e fazer aquilo que sabemos que é certo! Infelizmente, Caim não controlou o mal e acabou matando seu irmão de tanta inveja – mesmo com o aviso de Deus.

Reflexão

A Bíblia sempre nos alerta e orienta sobre desejos maus que querem nos controlar: a mentira, a gritaria, a desobediência, a competição com o irmão, o egoísmo… Você se lembra de mais alguma coisa ruim que às vezes tem vontade de fazer?

Deixe a criança falar livremente. Se sentir que ela está com vergonha ou não sabe o que dizer, conte das suas próprias experiências. Situações da infância ajudam seu filho a se identificar com a história, mas suas lutas atuais também mostram que todos somos humanos e lidamos com tentações.

Graças a Deus, Ele nos diz que temos força para fazer o que é certo quando nos enchemos do Espírito Santo, porque Ele produz em nós um fruto que é: alegria, amor, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio-próprio.

Explique para a criança o que é cada uma dessas características do fruto do Espírito Santo.

Oração para a criança repetir

“Espírito Santo, me ajuda a manifestar as características do Senhor na minha vida e sempre vencer o mal que tenta me dominar”

Sugestão de louvor

Toc, Toc, Toc – Três Palavrinhas

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 11 anos, e Ana Júlia, 6 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2020 - Todos os direitos reservados