Durante a Gravidez

Doula: quem é e qual a sua função?

17 de fevereiro de 2015

Você já ouviu falar sobre doula? Afinal, quem é e qual é a função da doula? Eu conversei com a Maria Alice Manhani, que é doula há um ano e meio, para me explicar melhor sobre o tema e ajudar a esclarecer quem ainda tem dúvidas.

Quem é a doula?

É a profissional que proporciona suporte físico e emocional para a gestante antes, durante e após o parto. “Nossa função é preparar essa mulher para o parto e colaborar com seu empoderamento, somente uma mulher empoderada pode garantir que suas vontades sejam atendidas na hora do parto”, explica.

Qual é a função da doula antes, durante e após o parto?

“Antes do parto nós conversamos muito com o casal. Procuramos esclarecer todas as dúvidas com relação a gestação, as fases do trabalho de parto, o parto, a amamentação e o pós parto. Também iremos ajudar o casal a montar o Plano de Parto deles, que é um documento contendo informações sobre o que a gestante quer que aconteça e o que ela não quer aconteça durante seu trabalho de parto, parto e pós parto imediato.”

Durante o parto, ela estará o tempo todo se comunicando com a equipe e apoiando os desejos do casal, previamente descritos no Plano de Parto. A doula não toma decisões pelo casal e também não participa das decisões técnicas do parto.

“Nós estamos presente para proporcionar conforto, acolhimento e segurança. E, falando de mim, uma vez que estou em um parto para atender a mulher, também dedico minha atenção à família. Muitas vezes o companheiro também precisa de apoio durante o trabalho de parto. Meu objetivo é que eles levem uma lembrança positiva do parto e que este seja um momento incrível e transformador.”

O momento de chamar a doula será decidido pela gestante. Pode ser durante os pródromos, que é a fase antes do trabalho de parto, quando as contrações podem começar a ficar doloridas, mas geralmente acontece na fase latente do trabalho de parto, que é quando as contrações ficam um pouco mais fortes.

“No pós parto, nós vamos ajudar na recuperação das lembranças do parto, pois muitas mulheres lembram apenas de momentos e não de tudo o que aconteceu. Vamos também esclarecer as dúvidas que tenham surgido a respeito do parto e ajudar na transição para a maternidade orientando na amamentação e estando abertas para ouvir a respeito de qualquer assunto que essa nova mãe queira conversar e oferecendo palavras de conforto embasadas em nossa experiência.”

A doula trabalha em parceria com o obstetra?

Ela pode trabalhar em conjunto com o obstetra ou não. “Se a intenção for de contratar uma doula particular acho importante informar o médico. Infelizmente ainda existe muito preconceito por parte da classe médica com relação a nossa presença na sala de parto.

Além do que, muitos profissionais se dizem humanizados, mas na verdade não são. Conversar com o profissional sobre a participação da doula é uma oportunidade de ‘testá-lo’. Se ele fizer cara feia, fica fácil saber que ele não apoia o parto humanizado. Médicos e parteiras humanizadas sabem da importância da presença da profissional.”

Como é o acesso da doula à maternidade e à sala de parto?

Algumas maternidades são favoráveis à presença da doulas, mas muitas só deixam que 1 pessoa entre, o que é muito ruim para a mulher que tem que decidir entre seu companheiro e a profissional. As doulas normalmente sabem em quais lugares são bem-vindas e irão informar o casal a esse respeito.

Doula atua na cesárea?

Em caso de indicação de cesárea, a doula acompanhará a mulher durante toda a cirurgia e, caso o hospital não permita a entrada, ela ficará aguardando o procedimento terminar e só irá embora depois que a mulher voltar para o quarto.

Quais são as vantagens de se ter uma doula?

“Num país como o Brasil, onde os índices de cirurgia cesariana chegam a 99% em algumas maternidades privadas, a busca pelo parto vaginal e, mais ainda pelo parto humanizado, é um desafio para as mulheres. E um desafio que pode ser vencido com a contratação de uma doula.

A doula tem papel fundamental na diminuição dos índices de cesarianas, uma vez que nosso objetivo maior é ajudar as mulheres a serem as protagonistas de seus partos e quando elas tomam essa decisão, elas também decidem contratar uma equipe que respeite isso e siga a mesma linha de atendimento, reduzindo assim as chances de acabar caindo numa cesárea desnecessárea.”

Quem pode ter uma doula?

Toda e qualquer mulher pode ter uma doula. Mas ela será extremamente importante quando a mulher estiver buscando um parto respeitoso e acolhedor. “É por isso que as doulas estão sempre associadas ao parto humanizado. A doula é a profissional que tem conhecimento das equipes que realizam esse tipo de parto em sua região e das maternidades ou casas de parto que prezem pela humanização do parto e do nascimento.”

Como encontrar uma doula?

Para encontrar uma doula existem alguns caminhos: Procurar informações em grupos que apoiem o parto humanizado ou buscar na internet. “Hoje já existem alguns sites onde é fácil encontrar uma doula que atue numa região específica do Brasil.”

Quanto custa este serviço?

Os valores para se ter uma doula variam de região para região, mas a grande maioria trabalha entre 800,00 e 1.200,00 reais. (Lembrando que este é o valor da época do post, fevereiro de 2015).

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Amo escrever, amo meu marido, amo minhas três filhas e, acima de tudo, amo Jesus. Moramos na Pensilvânia, nos EUA, e, sempre que consigo, gosto de falar sobre minhas experiências, aprendizados e desafios seja na maternidade, na vida cristã ou como imigrante.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2024 - Todos os direitos reservados