Viagens e Passeios

Animação “Link Perdido” é uma aventura histórica emocionante

1 de novembro de 2019

No dia 07/11/2019 estreia o filme Link perdido, distruibuído por Disney/Buena Vista. A animação conta com as vozes de Hugh Jackman (Wolverine), Zoe Saldana (Gamora do Universo Marvel) e Zach Galifianakis (de Se beber, não case).

O filme é uma aventura (no estilo Indiana Jones) com uma pitada histórica, uma vez que parece se passar num período logo após a revolução industrial.

Na história, um aventureiro investigador de monstros e lendas encontra o pé grande, na costa oeste dos EUA. O que ele não esperava é que esse ser incrível é educado e pede um favor: que seja levado até o Himalaia onde poderá encontrar o famoso yeti, o abominável homem das neves, para não viver mais sozinho.

A aventura envolve vilões assassinos, a travessia pelo mundo, uma paixão do passado e uma surpresa inesperada no final. Mesmo a Ana Júlia dando muita risada nos momentos de comédias, eu indicaria o filme para as crianças um pouco maiores – a partir dos 7 anos. Isso porque é um enredo que precisa de atenção para acompanhar e tem essas cenas um pouco mais violentes.

É um filme muito vem feito e agradável de assistir (falando como adulta) e tem uma mensagem bacana para refletir.

Quando levar a criança ao cinema pela primeira vez: Leia aqui

O “link perdido”

O termo link perdido é  uma referência ao elo perdido da teoria da evolução, que diz que ainda falta uma espécie que ligue o homem aos seus ancestrais primatas. Esse personagem encontrado no filme seria o tal elo.

Para quem não acredita na teoria da evolução culminando no homem, é só mais uma oportunidade de explicar suas crenças e valores para as crianças!

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 10 anos, e Ana Júlia, 5 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados