Para Mães e Pais

Meu filho me tira do sério. O que fazer?

26 de junho de 2019

O que fazer quando meu filho me tira do sério? Essa deveria ser uma pergunta que todos nós, pais e mães, deveríamos nos questionar. Afinal, precisamos pensar quais são as reações mais adequadas para manter nossa própria sanidade e a paz da família mesmo diante dos comportamentos desafiadores das crianças.

O que fazer quando meu filho me tira do sério?

Todos nós passamos por isso diariamente (e várias vezes ao dia): comportamentos desafiadores das crianças que nos irritam. Daí, reagimos de maneira que não gostaríamos e depois nos sentimos culpados. Quem nunca, né? “Quem se ira com facilidade faz coisas tolas.” (Pv 14:17)

Então, essas são algumas dicas para nos ajudar a evitar reações desnecessárias e a lidar melhor com esses momentos.

1. Não responda de imediato.

A nossa primeira resposta quando somos ofendidas geralmente não é a mais apropriada. Então, pare antes de responder e não leve para o lado pessoal.

“O insensato revela de imediato o seu aborrecimento, mas o prudente ignora o insulto” (Pv 12:16)

2. Respire fundo.

Isso irá ajudar você a colocar seus ânimos no lugar, entender que o comportamento não foi uma ofensa pessoal, acalmar a raiva que nasceu no seu coração com aquele comportamento e proteger as suas emoções!

“Acima de todas as coisas, guarde o seu coração, pois ele dirige o rumo de sua vida.” (Pv 4:23)

3. Afaste-se se necessário.

Se a criança estiver no meio daquele comportamento (e obviamente, não estiver trazendo nenhum risco à sua integridade física) e você não estiver conseguindo lidar com as suas emoções naquela hora (você está prestes a explodir), afaste-se. Vá para outro cômodo contar até 100!

“O tolo mostra toda a sua ira, mas o sábio a controla em silêncio.” (Pv 29:11)

4. Analise a situação friamente.

Qual será a causa do comportamento mau? Fome, frio, sono, tédio, cansaço, desejo de atenção, falta de maturidade emocional… Ao olharmos para as causas, teremos mais facilidade de lidar com a criança e achar uma reação adequada baseada no amor.

“O ódio provoca brigas, mas o amor cobre todas as ofensas” Pv 10:12

5. Lembre-se de quem você quer ser?

Você já sabe que pai/ mãe quer ser, certo? Mais paciente, bondoso, amável? Então, lembre-se disso na hora da crise. Isso deve te nortear e te ajudar a controlar suas reações.

“É melhor ser paciente do que poderoso; é melhor ter autocontrole do que conquistar uma cidade.” (Pv 16:32)

6. Reaja da maneira que SABE que é a certa!

Isso te fará um pai/ uma mãe melhor e conquistará o coração do seu filho em vez de afastá-lo.

“O sensato não perde a calma, mas conquista respeito ao ignorar as ofensas” (Pv 19:11)

Leia também: Como ter mais paciência com os filhos?

O que fazer quando meu filho me tira do sério_

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Comentários

  1. CREURIDEs Gomes Ferreira disse:

    Bom dia. Me chamo Creurides, e eu gostei muitíssimo dessas dicas, são sábias e prudentes. Já faço algumad coisas assim, mas, com certeza, eu irei seguir mais à risca, pois tenho um bebê de 1 ano e 3 meses.

  2. Bruna disse:

    Gostei muito, foi uma ajuda muito grande para mim

  3. Patrícia disse:

    Boa noite gostei muito , estou passando uma fase complicada com a minha filha adolescente até porque sou mãe solo muito obrigado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Amo escrever, amo meu marido, amo minhas três filhas e, acima de tudo, amo Jesus. Moramos na Pensilvânia, nos EUA, e, sempre que consigo, gosto de falar sobre minhas experiências, aprendizados e desafios seja na maternidade, na vida cristã ou como imigrante.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2024 - Todos os direitos reservados