Durante a Gravidez Translucência Nucal

Movimentos do bebê

21 de fevereiro de 2014

Era mais de meia-noite de uma terça-feira. Já tinha passado da hora de dormir e comecei ficar com uma dor insuportável na barriga. No começo, ainda pensei “deve passar logo, podem ser gases”. Aguardei mais de meia hora e a dor foi ficando pior. Parecia que estava “rasgando” o meu útero. Fui ao banheiro esperando ver uma hemorragia, mas – graças a Deus – nada.

Entretanto, a dor era tanta que, mesmo sendo de madrugada e com meu marido viajando, decidi ir à maternidade para ver o que estava acontecendo. A médica me examinou e deu o diagnóstico: um pé nas minhas costelas. Pode isso? Confesso que quase não acreditei na médica. Mas, enfim, passou e o meu obstetra confirmou que poderia ter sido isto mesmo.

Estou com 28 semanas de gestação e a minha bebê mexe bastante. À noite, calma na cama, eu sinto mais, mas ela também chuta durante o dia. Às vezes, estou trabalhando e parece que ela “empurra” a mesa do computador.

Não consigo lembrar claramente quando comecei a sentir a Manuela mexer. E como era a primeira gravidez, eu provavelmente nem consegui identificar de primeira que era o bebê. Desta vez, eu lembro claramente o primeiro movimento do bebê. Eu estava na cadeira do dentista, com 16 semanas, e tive aquela sensação de algo mexendo dentro de mim. Pareciam gases, mas a intensidade, a localização, o jeito, era tudo diferente. Eu tinha certeza que era o bebê.

Leia também: Quando vou sentir o bebê mexer?

A partir daquela semana, passei a sentir esses movimentos estranho de tempos em tempos e, há cerca de umas três, quatro semanas, sinto os movimentos mais vigorosos. Agora, com 28 semanas, de vez em quando os chutes são até mesmo visíveis…

tumblr_nthkyrfbun1ue9mpio1_500

Se você quer saber mais sobre os “chutes” do bebê, pode gostar dessa matéria do Baby Center.

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Amo escrever, amo meu marido, amo minhas três filhas e, acima de tudo, amo Jesus. Moramos na Pensilvânia, nos EUA, e, sempre que consigo, gosto de falar sobre minhas experiências, aprendizados e desafios seja na maternidade, na vida cristã ou como imigrante.

Saiba mais

Maternidade Simples 2015 - 2024 - Todos os direitos reservados