Sobre Filhos

Observação a convidados de chás de bebê

27 de janeiro de 2011

Queridos leitores, amigos e colegas.

Se você foi convidado para um chá de bebê, queria fazer um comentário. É claro que todo e qualquer presente é muito bem-vindo. Recebi coisas lindas, maravilhosas e completamente inesperadas no chá da Manuela (há mais de dois anos).

Obviamente, a sugestão de presente no convite é só uma sugestão mesmo e o convidado pode trazer aquilo que quiser ou que tiver condições de dar. Pode ter certeza, que sua presença é ainda mais importante que o presente! ; )

Só tem uma coisa que peço atenção: marcas de fralda. No meu chá, eu não pedi nenhuma marca específica de fralda e beleza!, pois ganhei a maioria Pampers, seguida de Turma da Mônica e algumas Johnsons. Hoje, como “mãe experiente” (risos), acho que a melhor é Pampers, seguida da Turma da Mônica e, se eu fizer um chá de bebê no futuro, pedirei essas marcas. Foi isso que sugeri a algumas amigas grávidas que estavam organizando seus chás, só que, mesmo assim, algumas pessoas levaram fraldas genéricas de marcas desconhecidas.

Eu sei, acredito, tenho certeza, que a intenção foi das melhores e, por isso, não critico quem o fez. Mas, se você ainda vai a um chá cujo o convite especificou uma marca de fralda, peço – por favor, pensando nas mamães – que você procure dar a fralda da marca solicitada. Eu entendo que essas fraldas custam mais caro que outras, por isso, se você não puder comprar a marca em questão, é preferível que você compre outros itens de higiene, que serão igualmente úteis ao bebê!

Sim, em vez de gastar 10 reais em um pacotão de fralda “Bumbum Feliz” (não existe, ok?), compre lenços umedecidos, algodão, cotonete, shampoo para bebê, absorvente para seios, etc. Existe um monte de coisa que a mamãe vai usar! E, é triste dizer, mas é verdade, existe uma grande possibilidade de a fralda Bumbum Feliz não ser usada…

Acredite, eu sei que há boas intenções e o presente é de coração. Como presenteada, eu ficaria igualmente feliz com qualquer presente. Mas como mãe que já passou por isso, eu intervenho em prol das grávidas e, por isso, sugiro: compre o que você quiser, o que o seu coração mandar, só não invente nas marcas de fraldas e não me odeie por esse post.

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 9 anos, e Ana Júlia, 4 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados