Para Mães e Pais primeira vez do bebê na praia

Primeira vez do bebê na praia: dicas para aproveitar

18 de dezembro de 2017

Chegou a primeira vez do bebê na praia? Vai aproveitar o verão para apresentar o mar à criança?  Então seguem algumas dicas que acho que podem ajudar.

Já é hora para a primeira vez do bebê na praia?

Antes de mais nada, é importante lembrar: crianças com menos de seis meses não podem usar filtro solar, então não devem ir à praia. Gente, é sério! A minha dermatologista (Annia Cordeiro) explicou que os efeitos da radiação solar na pele são cumulativos.

Então, você acha que não tem problema a criança ficar no sol sem protetor só porque ela não ficou vermelha nem parece queimada, porém os efeitos da radiação nem sempre são visíveis. Eles acontecem lá no DNA da célula. E ao longo da vida eles vão se acumulando. Ou seja, quanto mais sol sem proteção a criança pegar agora, mais chances de desenvolver um câncer de pele no futuro.

Não é brincadeira! Então, se seu filho ainda não tem idade, espere mais um pouco. A praia vai continuar lá!

Leia também

O que levar para a praia com bebê?

Filtro solar

A partir de seis meses, a criança já pode usar protetor solar adequado para a idade. Isso significa que será um filtro físico, com fator de proteção alto e com formulação suave para prevenir irritação. Use marcas que você já conhece e peça indicações para seu pediatra (ou dermatopediatra). Eu já usei o filtro solar da Huggies (Turma da Mônica), Coppertone Baby, Sundown e atualmente estou usando da La Roche Posay Pediatrics. Mas gosto de todos.

Dica: Teste o produto na criança (no braço ou na perna) na véspera ou alguns dias antes, só para garantir que a criança não vai ter reação.

Você deve passar o protetor uns 15 minutos antes de sair de casa. Então, logo depois de a criança acorda (de manhã ou depois da soneca), alimente, troque a fralda e passe o filtro solar. Termine de arrumar as coisas e depois saia.

Roupas leves

Vista a criança com roupas leves. Existem marcas de camisetas com proteção solar com tecidos super leves, até as de manga comprida são confortáveis. Se a criança deixar, use chapéu também!

Leve tudo que pode precisar

A não ser que sua casa fique exatamente na frente da faixa de areia em que você vai passar o dia, é melhor prevenir e levar tudo que pode precisar. Eu escrevi aqui no blog uma lista de coisas que acho necessário levar: acesse aqui neste link.

Programe o horário

Leve as crianças naquele horário em que o sol está mais fraco: início da manhã ou final da tarde. É mais seguro!

Dica de programação

Lá em casa, quando as meninas eram bem bebê, nós fazíamos assim: a gente chegava na praia, montava o acampamento e deixava obebê brincar um pouco na areia. É pouco mesmo, gente, antes de um ano, um ano e meio, eles não tem tanta interação e a brincadeira não dura muito.

Depois, a gente levava para brincar um pouco no mar. Pouco também! Era molhar o pé, “pular” uma ondinha etc.

Passada a brincadeira no mar, o bebê volta para a areia. Geralmente, passou uns 40 minutos nisso tudo e o bebê já está cansado de volta. Então, a gente limpa a criança, troca a fralda (fralda de água que usou no mar), coloca uma fralda nova, roupa lima, dá um lanche ou um mamá e a criança cochila.

Os adultos – e crianças mais velhas – aproveitam mais um pouco e vamos para casa.

O passeio na praia com as crianças é bem mais curto, mas para gente essa “rotina” sempre funcionou bem.

Leia também

Farmacinha para viagem: o que levar?

 

 

 

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 10 anos, e Ana Júlia, 5 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados