Sobre Filhos

A primeira consulta no dentista deve ser ainda na barriga da mãe

1 de novembro de 2017

Você sabe quando levar o bebê ao dentista? Na verdade, a primeira consulta no dentista deveria ser quando a criança ainda está na barriga da mãe. Isso porque os cuidados com a higiene bucal começam desde o primeiro dia. E saber como proceder antes que as dúvidas surjam permite que sejamos mais eficientes ao cuidar da boca de nossos filhos.

Mas nem tudo está perdido! Se seu filho já nasceu e você não fez esse consulta pré-natal, não precisa se desesperar. É só marcar o quanto antes.

Por que consulta pré-natal?

A odontopediatra Denise Pazin, da SOI – Saúde Oral Integrada (Curitiba-PR), explica que essa consulta tem como objetivo orientar sobre a saúde oral das crianças. “Há bebês que já nascem com dentes. Outros pais ficam em dúvida sobre o uso da chupeta ou não sabem como limpar as gengivas. E esses questionamentos começam no primeiro dia de vida”, explica a especialista. “Se a consulta foi feita durante a gravidez, eles não ficarão assustados e já saberão como agir.”

O que acontece nessa consulta?

Seja no pré-natal ou ainda nos primeiros meses do bebê (mesmo ainda sem dentes), o dentista vai explicar como fazer a higienização, o que é comum ou não na dentição dos bebês, como agir e como lidar com a dor do nascimento dos dentes, como a alimentação influencia na saúde dental etc.

E se eu demorei muito para ir?

Como a especialista falou antes, o que importa é ir assim que possível. Isso porque quando os dentes já nasceram e a criança come diversos alimentos, é possível que a dentição já comece a sofrer por falta de higienização correta. Uma criança de dois anos, por exemplo, que já consome açúcar pode apresentar quadros de cárie. É quase inacreditável, mas acontece!

É melhor escolher um odontopediatra?

Sim, devido à experiência com a rotina dos cuidados orais do bebê. Além de estudar mais profundamente as especificidades da dentição infantil, esse profissional já está mais acostumado a atender os pacientes bebês e crianças, sabendo como lidar com as dificuldades que possam ocorrer durante a consulta, tendo um jeito diferente em falar com eles, além da maneira de se comunicar com as mamães também hahahaha. Lembrando que a gente consegue ser uma espécie bem difícil quando quer, mas tem um papel fundamental nesse processo de cuidado dos dentinhos das crianças.

Acompanhamento periódico

A ida periódica ao odontopediatra é muito bacana porque a criança vai crescendo aprendendo sobre a necessidade da higienização correta dos dentes. Isso facilita para nós, pais e mães, na hora dos filhos aceitarem a escovação e o uso do fio dental. As meninas vão ao dentista desde um ano de idade a cada seis meses e elas entendem claramente a importância dessa rotina.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × cinco =

Comentários do Facebook

PUBLICIDADE

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 8 anos, e Ana Júlia, 3 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados