Sobre Filhos CUIDADOS COM OS PRIMEIROS DENTES

Cuidados com os primeiros dentes do bebê

1 de novembro de 2017

Os dentinhos do seu filho estão nascendo? E você sabe quais são os cuidados com os primeiros dentes do bebê? Conversei com a odontopediatra Denise Pazin, da SOI – Saúde Oral Integrada (Curitiba-PR) e pedi para explicar quais são as rotinas que a gente deve ter com a higienização oral das crianças nesse momento. Confira as orientações.

Quando bebê não tem dente

A higienização da gengiva da criança deve ser feita com um pano limpo ou uma gaze apenas com água. Isso pode ser feito na hora do banho, na hora da troca de fralda ou outro momento que os pais acharem apropriado. “Essa prática não tem o objetivo apenas de limpar a gengiva ou a língua, mas sim para a criança desenvolver o costume de ter o meio bucal manipulado”, explica a especialista.

Segundo ela, como a criança até os três anos passa pela fase oral, sua boca é uma parte muito sensível do corpo. Então, muitas não aceitam que seja manipulada quando já têm os dentes.  “Se ela for acostumada desde pequenininha a ter a boca manipulada, quando nascerem os dentes e a escovação for necessária, tudo ficará mais fácil.”

Cuidado com a língua

A língua pode ser limpada, mas apenas na pontinha. Não é preciso se preocupar em tirar toda aquele resquício de leite que fica no fundo da língua. Isso porque na tentativa de tirar aquela massa branca do fundo, alguns pais estimulam demais e o bebê pode apresentar ânsia e até mesmo vomitar. Não é necessário!

Apresentando a escova de dente para o bebê

Quando nascerem os primeiros dentes, a criança já pode ser apresentada à escova de dente. “Eu sempre indico que as mães deem uma escova apropriada – de bebê – para o filho e deixem a criança brincar, reconhecer, esfregar no rosto, mexer. Pois ela vai se acostumar com objeto primeiro”, opina. Outra sugestão é que os pais escovem os próprios dentes na frente do bebê e depois procurem escovar o dente da criança.

Pasta de dente

É indicada a pasta de dente sem flúor, mas o creme com flúor também pode ser usado – desde que seja uma “sujeirinha” em um tufo de cerda da escova. “A prescrição do flúor mudou bastante nos últimos anos e essa é a prescrição mais atual. A pasta com flúor pode ser utilizada desde que seja na quantidade adequada”, explica. (Lembra que a gente já falou aqui sobre se pode ou não usar flúor com as crianças menores?)

Para os bebês até um ano, a especialista recomenda a pasta com flúor em quantidade que fica do tamanho de meio grão de arroz cru. A partir de um ano, do tamanho de um arroz cru. “O importante é que a criança sempre seja orientada a não comer o creme dental e estimulada a cuspir após a escovação.” Demora um pouco, mas a repetição vai ensinado como deve ser. Hoje aos 3 anos e meia, Ana Júlia já cospe.

Escova de dente obrigatória

Quando nascerem os dentes molares, aqueles lá do fundo com um buraquinho no meio, a escova de dente já deve fazer parte da rotina da criança. Isso porque esses dentes precisam da escovação para serem higienizados corretamente. “Nessa fase, paninho e dedeira de borracha não são mais suficientes para a higienização porque eles não vão promover a abrasão necessária para remover a placa.”

E o fio dental?

Existem crianças que têm o dente bem juntinhos e nesse espaço a cerda da escova não vai passar, ou seja, o dente não ficará limpo. Por mais que seja difícil, é necessário introduzir o fio dental. “Nesses casos, mesmo escovando muito bem, vai ficar sujeira entre os dentes e vão aparecer cáries. Eu atendo muitos pacientes que mesmo tendo uma escovação excelente não passam fio dental e, naquele meio do dente onde a cerda da escova não entra, aparecer um buraquinho e cárie.”

Mesmo com as crianças que têm os dentes bem afastados, é importante já usar o fio dental, mesmo sem a necessidade. Isso porque ela estará aprendendo o hábito e quando houver a troca dos dentes e o uso for essencial, já estará familiarizada com essa rotina. A gente falou sobre isso no post Quando começar a usar fio dental.

O odontopediatra

A ida periódica ao odontopediatra é muito bacana porque a criança vai crescendo aprendendo sobre a necessidade da higienização correta dos dentes. Isso facilita para nós, pais e mães, na hora dos filhos aceitarem a escovação e o uso do fio dental. As meninas vão ao dentista desde um ano de idade a cada seis meses e elas entendem claramente a importância dessa rotina. E a gente já sabe: quando antes melhor. Leia aqui sobre quando levar o bebê ao dentista.

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 5 =

Comentários do Facebook

PUBLICIDADE

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 8 anos, e Ana Júlia, 3 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados