Para Mães e Pais a viagem de avião com bebê

Dicas para a viagem de avião com bebê

27 de março de 2016

Neste mês de fevereiro, tivemos a nossa primeira férias na Disney – e foi Disney com bebê. Isso significa, no mínimo, oito horas de viagem de avião com bebê (Ana Júlia, 1 ano e 10 meses) e criança (Manuela, 7 anos).

Eu viajei com a Manuela de avião quando ela tinha 4 meses, 1 ano e 8 meses e 4 anos. Foram situações distintas, viagens mais curtas (nacionais) e tudo muito tranquilo. Mas, conhecendo as peculiaridades da Ana Júlia, estava mais preocupada com o trajeto Brasil-Orlando.

Dicas Disney com bebê e criança: a viagem de avião com bebê

Viagem de avião com bebê

Então, eu me preparei com atividades de entretenimento e, principalmente, com o remedinho para enjoo que dá um soninho, liberado pelo pediatra (claro!). Por isso, reúno aqui algumas dicas para viajar de avião com bebê baseado nas minhas experiências anteriores e nessa última:

PREPARE ATIVIDADES DE ENTRETENIMENTO

Tenha na mochila (mala de mão) coisinhas que divertem o seu filho. Livro, caderno e giz de cera, tablet e o que faz “efeito” por aí. E não dê tudo de uma vez. Dê algo, espere perder a graça e parta para outra opção!

O QUE LEVAR NA BOLSA DENTRO DO AVIÃO

Além das atividades, é importante levar dentro do avião as coisas que você vai precisar com o bebê. Na véspera de nossa ida, eu postei o que ia na minha mochila lá nas redes sociais.

viagem de avião com bebê

1) Minha mochila espaçosa da MasterbagCarregar as coisas nas costas é muito mais prático, especialmente porque temos que ter mãos disponíveis para segurar as crianças. Por ser própria para o dia a dia do bebê, as divisórias desta mochila me ajudaram muito.

2) Fraldas. Levei 5 fraldas para a viagem de oito horas. Acabei usando só uma, mas é melhor prevenir, né?

3) Lenço umedecido.

4) Pomada de prevenção de assadura. Observação importante: a pomada tem que estar num plástico tipo ziploc transparente, pois produtos pastosos entram na mesma proibição de produtos líquidos. E não podem ser muito grandes! O meu frasco gigante de 110g passou por boa vontade da funcionária do aeroporto.

5) Cueiro/ manta. O avião é frio e a mantinha é sempre bem-vinda. No voo internacional, eles te dão um kit de manta e travesseiro, mas não custa garantir o seu, né?

6) Troca de roupa completa. Além dessa troca completa dentro da mochila, na mala de mão da família, tínhamos mais roupas para todos. Aliás, isso é sempre interessante porque, em caso de extravio de bagagem, você consegue ficar pelo menos um dia tranquilo.

7) Babador descartável da Multikids Baby. Ele é de papel, com adesivo para grudar e depois vai para o lixo. Acho super útil, mas na hora de comer, acabei nem pegando…

8) Paninho de boca e uma fralda de pano.

9) Chupeta reserva. Tinha uma na minha bolsa e uma na bolsa dela. A chupeta aqui em casa é o acessório de dormir, mas na hora da decolagem e da descida ajuda com o desconforto da pressão no ouvido do bebê.

10) Biscoito. Levei biscoitinho salgado e doce para eventualidade. Não sabia qual seria o cronograma de alimentação dentro do avião. Ah, importante, ao viajar com criança, você pode solicitar refeição kids para a companhia aérea (por telefone e antes do voo). É claro que não é super saudável como deveria ser, mas se seu filho tem um paladar mais enjoado, pode ser uma boa opção.

11) Copo antivazamento. Onde coloquei o suco e a água oferecidos durante o voo.

12) Mamadeira. Onde coloquei leite para a hora de dormir. Só que eu não levei (erro de principiante!) porque eu não uso mais leite em pó. Então, tive que pedir no avião. Eles tinham um sachê de leite desnatado, que serviu. Mas me ajudaram meio de má vontade. Aliás, houve um tempo que em os comissários de bordo eram mais simpáticos… Tanto na ida quanto na volta pegamos uma equipe bem grossinha nos voos da Azul.

13) Canudos dobráveis. É sempre útil porque às vezes você pode estar com o copo da criança longe ou sujo e, mesmo assim, consegue dar qualquer bebida com mais facilidade e segurança.

FONE DE OUVIDO EXTERNO para viagem de avião com bebê

Os aplicativos de tablet e celular e também o entretenimento de bordo vão ajudar a distrair a criança. Na Azul, companhia pela qual voamos, tinha Peppa, Casa do Mickey e alguns filmes infantis. Mas as crianças menores terão dificuldades de usar o fone de ouvido que é fornecido no avião. Então, se você tiver condições, compre um fone de ouvido externo, sabe aqueles redondos com almofadinha que ficam por cima da orelha? Existem até alguns infantis. Eu não comprei e me arrependi.

CHUPETA, MAMADEIRA E COPOS DO BEBÊ

Dicas Disney com bebê e criança: a viagem de avião com bebê

Como já falei ali em cima, é importante levar os acessórios que o bebê usa para facilitar a alimentação dentro do voo. No caso da chupeta, ter a reserva é fundamental se seu filho só dorme com ela.

FIQUE DE OLHO NAS CADEIRAS VAGAS no avião

Se possível, assim que a porta da aeronave fechar, procure cadeiras vagas próximas de você. Deixar o bebê deitado em duas poltronas para dormir vai fazer toda a diferença no seu voo (e no bom humor de todos), principalmente, se seu filho tem menos de 2 anos e está viajando no seu colo. Calcule carregar o bebê dormindo por oito horas de voo… Graças a Deus, na ida, nós cinco fomos em 8 (isso mesmo, 8) poltronas. Eu e meu marido ficamos na ponta do corredor central com a Ana dormindo em duas poltronas no meio de nós, a Gabi ficou em duas laterais e a Manuela em duas laterais ao meu lado. Foi lindo! Na volta, não conseguimos repetir o feito.

NÃO TENHA PRESSA PARA AS CRIANÇAS DORMIREM no avião

Quando você entrar no avião, as crianças ainda vão estar agitadas com as novidades, o entretenimento a bordo e tudo mais. Deixe elas aproveitarem esse tempo sem pressa para elas dormirem. Se possível, espere o serviço de bordo porque também não vai adiantar elas dormirem com fome. Lembre: quando mais tarde elas pegarem no sono, mais chances de elas acordarem só no final do voo. Quanto antes elas acordarem, mais você vai ouvir “já estamos chegando?” E ninguém quer crianças entediadas dentro do avião, né?

Dicas Disney com bebê e criança: a viagem de avião com bebê

Na ida, a Azul entregou um kit de entretenimento infantil

VIAJAR DE DIA x VIAJAR DE NOITE

Como pegamos promoção da black friday, o nosso voo foi pingadinho. Nós saímos de Curitiba para Guarulhos à noite e passamos a noite em SP. De manhã, fomos para BH e, depois, passamos o dia voando para Orlando. Confesso que estava bem preocupada, achando que o voo seria péssimo! Mas, para minha surpresa, foi ótimo viajar de dia.

Quando nós fomos para o hotel em SP, fomos tarde e saímos às 5h da manhã. Nessa madrugada, as meninas demoraram muito para dormir, ou seja, estavam cansadas no dia seguinte. Por isso (e mais o remedinho da Ana Júlia), elas não tiveram problema algum para dormir durante o voo de dia. Dormiram muito e bem. Nós, por outro lado, aguentamos o tranco e demos poucas cochiladas enquanto cuidávamos delas. Mas, tudo bem, porque chegamos em Orlando no final da tarde e logo fomos dormir. Além disso, por ser um voo diurno, havia muito mais lugar vago no avião, o que permitiu aquela disposição que comentei ali em cima.

Na volta, entretanto, o voo foi noturno e estava lotado. Além disso, estávamos todos com muito sono (afinal, era noite!) e, quando as meninas dormiram, a gente não conseguiu dormir tranquilo porque tinha que ficar de olho nelas. Ou seja, ao contrário do que eu esperava, foi muito mais cansativo e tenso do que viajar durante o dia. Por isso, eu realmente achei o voo diurno uma melhor opção.

CARRINHO: DICAS DISNEY COM BEBÊ

Se você tiver um carrinho fácil de desmontar, estilo guarda-chuva, eu indico você ficar com ele no aeroporto até a hora de embarcar. Talvez a criança queira andar e brincar no chão, mas se ela tiver cansada é muito bom ter a opção de colocá-la no carrinho em vez de ficar carregando no colo. Se você escolher isso, você vai etiquetar o carrinho no balcão onde você despacha a mala e, quando chegar na porta do avião, o comissário vai ficar com ele.

Dizem por aí que você pode pedir para pegar o carrinho na porta da aeronave na hora do desembarque. Mas eu pedi em todos os voos e em todos o comissário falava que ia depender do aeroporto do destino. E a gente sempre acabava pegando lá na esteira mesmo. Não junto com as malas rodando e, sim, na área de bagagem frágil que fica próxima. Mas ele sempre estava fácil de pegar assim que a gente chegava ali.

Com as franquias reduzidas de bagagem, pode não ser fácil levar o carrinho. Por isso muita gente decide comprar um carrinho guarda-chuva lá nos EUA. Realmente, você encontra opções a partir de US$ 19, mas são desconfortáveis tanto para as crianças quanto para os pais. Além de aguentarem pouco peso.

A dica é alugue um carrinho em OrlandoNa WorldStrollers (www.worldstrollers.com) você aluga carrinhos ótimos (e cadeirinhas para carro também) com um preço super em conta. Eles entregam em qualquer lugar da cidade e você pode conhecer as opções e fazer a reserva pelo site. Na hora de reservar, use o código MATERNIDADESIMPLES10 e você garante 10% de desconto no serviço.

O que eu achei de mais legal: tem carrinho que aguenta até 34kg, ou seja, as crianças maiores podem usar. Manuela, aos 7 anos, na viagem da Disney em 2016, usou o carrinho da Ana de tão cansada que estava em um dos dias. Vale a pena conhecer: World Strollers.

LEIA TAMBÉM

Dicas para viagem de carro com crianças

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários do Facebook

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 9 anos, e Ana Júlia, 4 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados