O primeiro giz de cera e a eterna culpa materna

Li uma vez (naquele livro Eu era uma ótima mãe até ter filhos), uma mãe contando com vergonha que o filho comeu sete gizes de cera enquanto ela fritava a carne para o jantar. Ri muito pela situação! Hoje, estava trabalhando no computador, enquanto a Manuela (um ano e 3 meses) brincava, logo ela veio…

Continuar Lendo

“Não!” – A temida birra das crianças

Todo mundo lembra de já ter visto aquela cena de birra de criança no shopping ou no mercado, chamando atenção de todo mundo e fazendo a mãe passar aquela vergonha indescritível. Eu também, é claro, já vi essa cena. E mais: como a maioria dos leitores desse texto, também pensei “- que absurdo! É falta…

Continuar Lendo

O primeiro benzetacil

Sempre falei que o primeiro drama de mãe é a primeira vacina do bebê. Segurar o seu filhinho tão frágil e pequenininho e ver ele chorar com a picada é de doer o coração. A Manuela chorou e até parou de respirar quando levou a injeção com 30 dias de vida… Dá vontade de falar:…

Continuar Lendo

Sem o luxo da dor

Essa quarta-feira realmente foi de cinzas para mim!! Acho que é senso comum na maioria das casas que o dia da diarista ir acaba sendo uma calamidade de bagunça. Some isso ao fato de esse dia ser após quatro dias de feriado com marido e bebê em casa… Agora, considerando como deveria estar a minha…

Continuar Lendo

Quando eu achei que tinha acabado

Quando o bebê nasce muita coisa muda na vida da gente, mas a mudança mais radical na vida minha e do meu marido foi em relação ao nosso sono! Nós podemos, tranquilamente e sem peso na consciência, dormir até meio-dia (ou mais, se assim sentirmos necessidade). Quando a Manuela nasceu tudo mudou… Principalmente para mim…

Continuar Lendo

Estamos sendo observados

Uma das maiores alegrias de ter uma filha menina é poder usar e abusar dos “penduricalhos” de cabelos. Mas, recentemente, a Manuela (1 ano e 3 meses) está com o hábito de tirar o tic-tac do cabelo e colocar na boca. Nesse domingo, saímos nós três e quando olhei para ela na cadeirinha do carro,…

Continuar Lendo

Marido e mulher até que o primeiro filho os separe

O título deste post é o subtítulo do livro Socorro, tem um bebê em nossa cama. O livro é muito legal e acho que essa frase resume bem o relacionamento nos primeiros meses após o nascimento do bebê! Os casais que são realmente sinceros admitem que, logo após a chegada do primeiro filho, eles pensaram…

Continuar Lendo

Ouça todos os conselhos, ignore quantos quiser!

Existe um provérbio bíblico que diz: “Na multidão de conselheiros, há sabedoria” e, realmente, é verdade! Quando ouvimos diversos conselhos e opiniões, podemos formular melhor a nossa decisão. Mas preste atenção: é NOSSA decisão! Toda gestante – principalmente as jovens – e mães – em especial, as de primeira viagem – recebem mil e um…

Continuar Lendo

Filhos-troféu

Existe uma expressão norte-americana que inspirou esse post. Trophy wife (esposa-troféu) é um termo pejorativo utilizado para falar sobre as esposas jovens e extremamente bonitas (mas nem sempre inteligentes), casadas com homens ricos e mais velhos. Segundo os usuários desse termos, esses homens escolheram essas mulheres, para poderem expô-las como troféus às pessoas de seu…

Continuar Lendo

“Eu sou a pior mãe do mundo”

A orientação entre os especialistas é unânime: “ao deixar a criança na escola, por mais que ela chore, dê tchau naturalmente e vá embora. Ela vai parar de chorar”. Mas como a maioria dos conselhos que recebemos, não é fácil! Você olha para trás e enquanto dá tchau, tem um nenezinho que te ama mais…

Continuar Lendo
Página 65 de 67« «...1020...646566...» »

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Me segue no snap!

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 8 anos, e Ana Júlia, 3 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados