A tristeza da UTI neonatal

Ninguém merece nesse mundo ter um bebê na UTI Neonatal. A Manuela precisou ficar na UTI simplesmente porque nasceu com 33 semanas e o mínimo necessário para segurança é 34 semanas. Assim, ela precisou completar mais sete dias na incubadora, atingir o peso ideal (que ela já tinha desde que nasceu) e aprender a mamar, para…

Continuar Lendo

4 razões egoístas para amamentar

Acho que ninguém tem dúvida sobre os benefícios da amamentação exclusiva para a saúde do bebê e da mãe. Se alguém ainda não sabe ou duvida dessas vantagens, sugiro que leia a respeito. O leite materno contém todos as vitaminas e anticorpos para o bebê. Para a mãe, o aleitamento ajuda a voltar à antiga…

Continuar Lendo

O pós-parto do pai

Para aquelas que têm medo de cesárea, sugiro que não leiam esse post! Sou e sempre fui a favor do parto normal, mas sabia que existia a possibilidade de eu precisar fazer cesárea e estava “tranquila” porque pedi a Deus que cuidasse de mim, independente do parto que fosse fazer! Eis que chegou a hora…

Continuar Lendo

A maternidade na geração Google

Na era da informação, a minha geração de mães é um grupo de mulheres que vivem a maternidade na era Google. Isso significa que temos a informação a um clique dos nossos dedos, mas precisamos ter muita sabedoria para  usá-la! É muito importante considerar a procedência, a credibilidade da fonte e confirmar a informação. Claro…

Continuar Lendo

Nasceeeeeu!

Como alguns de vocês já sabem, a Manuela Pockrandt Robaina nasceu no dia 9 de dezembro de 2008, às 6h19, na Maternidade Curitiba. Ela foi bastante apressada! Estava apenas com 33 semanas e a bolsa rompeu. Marcamos a cesárea para 48 horas depois, mas em 24 horas começaram as contrações! Graças a Deus, ela nasceu…

Continuar Lendo

Susto: infecção urinária na gravidez

Há uns 10 dias, tive alguma dores abdominais fortes e minha obstetra me mandou para o “repouso absoluto”. Confesso que esse repouso já é meio assustador, pois ela definiu: “Orelha no travesseiro. Se você for ao banheiro, leve o travesseiro na orelha para voltar logo para cama. Não dirija, tome banho sentada, sem lavar o…

Continuar Lendo

Eu tive um sonho…

Algumas pessoas dizem que as grávidas sonham mais, mas isso não tem justificativa científica alguma. O que acontece é que como as gestantes acordam com freqüência durante a noite (seja para ir no banheiro, por causa de movimentos do bebê ou apenas ansiedade), elas lembram com mais facilidade do sonho que estavam tendo. Bem, eu sempre…

Continuar Lendo

Ai, que coceira!

Tenho tido muita coceira no corpo… principalmente, na região da barriga! Uma das causas são as próprias alterações hormonais do corpo (um dos motivos que podem causar a coceira são as próprias modificações hormonais que ocorrem no organismo da mulher. Além disso, alergias a certos alimentos e parasitas, como ácaros, também provocam prurido, diz o…

Continuar Lendo

Mãe é mãe

Mãe é mãe e eu já me sinto uma, mas queria falar um pouco sobre a minha… Quando falei que estava grávida, alguém perguntou se eu já estava sentindo enjoos e eu falei que não, daí ela logo completou: “Você não vai sentir enjoo porque eu não tive em nenhuma gravidez (ela teve três)”. Fiquei…

Continuar Lendo

Mega hiper ultra super sensibilidade das gestantes

Partimos de duas premissas: 1) Eu sou super sensível 2) Gestantes tendem a ser muito sensíveis Logo, Melina gestante é igual a choro constante! Sério gente, eu sempre fui muito sensível. Minha TPM sempre teve pouca irritação e muito choro. Uma vez aconteceu algo chocante… Eu estava assistindo tv e começou a passar a propaganda…

Continuar Lendo
Página 83 de 84« «...1020...828384

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

PUBLICIDADE

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber novidades e dicas no seu e-mail

Quem sou

Sou Melina Pockrandt Robaina, filha de Deus, jornalista e mãe da Manuela (6 anos) e da Ana Júlia (1 ano)

Eu sou Melina, mas pode me chamar de Mel. Moro em Curitiba (PR), sou jornalista, empresária e mãe de duas meninas maravilhosas: Manuela, 8 anos, e Ana Júlia, 3 anos. Um dos meus maiores alvos é tornar a vida mais simples e leve todos os dias.

Saiba mais

Maternidade Simples 2017 - Todos os direitos reservados